Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Reconstrução Nacional

06 Setembro de 2019 | 16h08 - Actualizado em 06 Setembro de 2019 | 17h00

Recuperação da rua de Angola orçada em Akz 175 milhões

Benguela - Cento e 75 milhões 508 mil e 718 kwanzas é o que o governo de Benguela está a investir na recuperação de 470 metros de estrada da rua de Angola, cujo acto de consignação foi testemunhado esta sexta-feira pelo governador da província, Rui Falcão.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Reabilitação de estradas nas prioridades do governo (arquivo)

Foto: Rosário Santos

A obra, iniciada hoje e com prazo de dois meses, parte da rotunda do Kalunga até ao entroncamento da rua 10 de Fevereiro. O custo da obra está inscrito inicialmente no Programa Integrado de Intervenção Municipal (PIIM).

O contrato da empreitada foi assinado por Aquiles Manuel de Carvalho, secretário do governo provincial (dono da obra), Luís Mendes, representante da empreiteira, e Romão Cassoma, da empresa fiscalizadora.

Os trabalhos prevêem, entre outras acções, a remoção do actual pavimento, substituição da conduta de drenagem de 600/400 milímetros, incluindo novas caixas de visitas, a substituição da conduta de drenagem residual de 200 milímetros e respectivas caixas de trabalhos, bem como a reparação das ligações domiciliárias.

O contrato para a recuperação dos 470 metros de arruamento prevê também a reparação de lancis e passeios, a reabilitação da rede de iluminação, a arborização e a consequente sinalização horizontal e vertical.    

Para as mesmas obras, em que o concurso obedeceu ao princípio “Limitado por convite”, participaram três concorrentes, devendo ainda a empreiteira vencedora colocar uma camada base de 22 centímetros, além da pavimentação final com mistura betuminosa de oito centímetros de espessura.

O encarregado da empresa Angolaca em Benguela, a quem foi adjudicada a obra, Luís Mendes, informou que a mesma vai aplicar rocha triturada na pavimentação do troço, de modo a assegurar a sua durabilidade.

Já o responsável da empresa de fiscalização (Solenga), Romão Cassoma, disse que a empresa vai ser exigente, porque se executada como previsto, esta rua, apesar de receber quase todo tráfego que escoa para o norte e para o sul do país, passando pela cidade de Benguela, possa ter uma durabilidade de pelo menos cinco anos úteis.

Já a administradora municipal adjunta de Benguela, Luísa Mariano, beneficiária deste projecto, manifestou satisfação pela consignação da obra e lembrou que dada a importância da rua, que recebe muita carga contentorizada, tanto para o norte como para o sul do país, o governo da província resolveu antecipar-se na sua recuperação, apesar de estar inscrita no PIIM, cujos recursos ainda estão indisponíveis.

“Logo que tenhamos os recursos do PIIM, vamos justificar a urgência do projecto e direccioná-los a outras realizações do município de Benguela”, informou.

Depois da conclusão destes 470 metros de extensão, deverá ser feita outra consignação para outros 119 metros da mesma rua, que levam à rotunda da Cruz Vermelha.  

Leia também
  • 03/09/2019 17:58:00

    Estrada Nacional nº 100 será entregue em Novembro próximo

    Benguela - As obras de reabilitação da Estrada Nacional nº 100, que liga Cabo Ledo (Luanda) a Benguela, terminam em Novembro próximo, anunciou hoje, terça-feira, na localidade do Culango, município do Lobito, o coordenador da Comissão de Gestão do Instituto Nacional de Estradas de Angola (INEA), Henrique Victorino.

  • 26/08/2019 13:45:33

    Automobilistas exigem melhorias na EN250

    Balombo - Utentes da estrada nacional 250 (EN250), no troço que liga a província de Benguela a do Huambo, manifestaram hoje, segunda-feira, o seu descontentamento pelo avançado estado de degradação e exigem a sua reabilitação, por colocar em risco a integridade dos passageiros e a conservação das viaturas.

  • 16/07/2019 12:35:49

    Vandalismo atrasa obras de terraplenagem da via rápida Lobito-Catumbela

    Lobito - O trabalho de terraplenagem da via rápida que vai ligar os municípios do Lobito e da Catumbela, na província de Benguela, registam algum atraso, devido a supostos actos de vandalismos contra os trabalhadores da empreiteira Sun-Estrada, soube hoje a Angop.