Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Reconstrução Nacional

24 Setembro de 2019 | 11h53 - Actualizado em 24 Setembro de 2019 | 11h53

Arrancaram obras do troço Cuchi/Cutato

Menongue - As obras do troço Cuchi/Cutato, no percurso de 54 quilómetros, na estrada nacional 280, arrancaram nesta segunda-feira, numa cerimónia testemunhada pelo ministro da Construção e Obras Públicas, Manuel Tavares de Almeida.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Com prazo de execução de 12 meses, as obras estão avaliadas em 58 milhões e 92 mil euros, financiados pelo CommerzBank da Alemanha e está a cargo do consórcio Inzak Germany Gmbh e Gauff Gmbh.

A consignação da obra desta via, que liga a Huíla ao Cuando Cubango, foi feita em 2018, mas por questões técnicas e financeiras apenas agora começou a sua execução.

A execução do troço, na estrada 280, tendo como dono da obra o Instituto de Estradas de Angola, permitiu a criação de 227 postos de emprego, dos quais 152 nacionais, destes 119 são do Cuando Cubango, 10 expatriados.

A estrada tem nove metros de largura, com duas faixas de rodagem cada com 3,5 metros de berma, dois metros de berma revestida cada com um metro, contemplando a desmatação, limpeza, terraplenagem, pavimentação, protecção ambiental, sinalização e obras complementares.

O governador do Cuando Cubango, Júlio Bessa, sublinhou que a população daquela está satisfeita por ser concretizado o início das obras.

“A presença do ministro é uma indicação muito clara que o país não parou mesmo com a crise que, aos poucos, o Executivo pelo Presidente da República, João Manuel Gonçalves Lourenço, vai abrindo caminhos”, reconheceu.

Afirmou este facto representa que o Cuando Cubango não está isolado e a presença do ministro demonstra o interesse do governo central em ajudar a província e caminhar de forma progressiva rumo à plena reconstrução.

Manuel Tavares de Almeida, na sua intervenção, reiterou que o acto consumado é cumprimento de uma promessa de há um ano, que tem a sua importância na ligação entre o Cuchi e o Cutato, bem como uma ligação rápida entre Menongue/Lubango e daí o acesso ao litoral do país, concretamente ao porto do Namibe.

O ministro anunciou, na ocasião, que o ministério está a trabalhar igualmente na ligação (troço) de Ondjiva (capital do Cunene) com o Cuvango (Huíla), apesar de ainda o processo estar lento, bem como a ligação do Huambo/Cunhinga, para se chegar ao Cuvango, uma interligação que apreciou de importante entre as províncias, com realce para o litoral.

Avançou que, nesta perspectiva, o sector está também a trabalhar a conformação dos contractos para ligar o Menongue à fronteira com a Namíbia, para se chegar ao Dirico (Cuando Cubango).

O embaixador alemão, Dirk Lolke, considerou de importante o arranque das obras porque vão, no final, proporcionar crescimento no sector do comércio, melhorias na saúde, através da circulação rápida de pessoas.

 

Leia também
  • 24/07/2019 12:29:04

    Primeiras casas da aldeia de Canaúlo serão distribuídas este ano

    Golungo Alto - As primeiras 151 residências construídas no âmbito do projecto habitacional da aldeia rural de Canaúlo, no município de Golungo Alto, província do Cuanza Norte, serão entregues no decurso deste ano às populações, de acordo com a administradora municipal, Teresa da Costa.

  • 03/07/2019 20:02:06

    Vandalismo retarda obras de combate à ravina no Luena

    Luena - A vandalização no mês transacto de uma das máquinas da empresa de construção civil "Afavia", encarregue das obras de combate à ravina localizada no bairro "4 de Fevereiro", arredores da cidade do Luena, provocou a paralisação temporária dos trabalhos.

  • 23/06/2019 22:47:48

    Urbanismo estuda redução de preços de habitações

    Lubango - O Ministério do Ordenamento do Território e Habitação está a estudar um mecanismo para reduzir os preços das habitações nas centralidades do país informou hoje, domingo, no Lubango, a ministra do sector, Ana Paula de Carvalho.