Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

09 Fevereiro de 2018 | 17h11 - Actualizado em 09 Fevereiro de 2018 | 17h07

Huambo: PCA presta assistência médica gratuita a cinco mil pessoas

Huambo - Cinco mil pessoas residentes nos municípios do Huambo Caála, Chicala-Cholohanga e Longonjo, na província do Huambo, beneficiaram de assistência médica gratuita, entre 12 de Janeiro a 8 de Fevereiro, prestada pelo Projecto Consultório Académico (PCA).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O dado foi divulgado hoje, sexta-feira, pelo coordenador do projecto, Edine Jesus, no encerramento da jornada desenvolvida nesta região do país, tendo informado que os membros do PCA realizaram diversas consultas de medicina geral, estomatologia e fisioterapia.

Esta assistência médica gratuita, segundo ele, enquadra-se no cumprimento dos objectivos da organização não-governamental, assentes em estágios voluntários, promoção em saúde pública, serviços de medicina preventiva e investigação científica em saúde pública.

Durante a jornada, iniciada a 12 de Janeiro, os 22 licenciados e estudantes, da Universidade Jean Piaget, nas áreas de medicina, medicina dentária, fisioterapia e farmácia realizaram consultas e palestras sobre as medidas preventivas de diversas doenças.

Edine Jesus afirmou que foram também distribuídos alguns fármacos essenciais e equipamentos de higiene bocal, além dos integrantes do projecto terem participado na campanha de pulverização intra e extra domiciliar, para combater o mosquito causador da malária.

Presente no acto de encerramento, a directora da saúde na província do Huambo, Jovita Cachequele, louvou a iniciativa da organização, desafiando, na ocasião, outras instituições da sociedade civil a envolverem-se, activamente, nas acções que visam garantir a saúde pública da população.

Admitiu que, nesta província, a saúde pública precisa de uma maior colaboração das forças vivas da sociedade, para que se possa atingir os resultados desejados, considerando ser um problema multi-sectorial, que não compete apenas ao sector da saúde.

“Precisamos trabalhar todos e a todos os níveis, sobretudo na sensibilização da população sobre a melhoria do saneamento básico e reforçar as medidas preventivas das doenças”, acrescentou.

O Projecto Consultório Académico é uma organização auto-sustentada, constituída por mais de 100 membros, entre licenciados e estudantes de Farmácia, Medicina Dentária e Fisioterapia, na Universidade Jean Piaget, em Luanda.

Criado em Abril de 2011, o PCA tem como principal objectivo proporcionar actividades práticas mais sólidas aos estudantes de saúde, apoiar os serviços de assistência médica através de consultórios, desenvolver serviços de medicina preventiva e estágio aplicativo, desenvolver trabalhos de investigação científica na área de saúde pública.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 30/10/2018 21:28:38

    Promotores de saúde em formação sobre uso de mosquiteiro

    Huambo - Os técnicos de promoção de saúde na província do Huambo estão, desde hoje, a ser formados sobre uso correcto do mosquiteiro impregnado, no âmbito das acções em curso de combate à malária.

  • 24/10/2018 18:53:28

    Exército apostado na humanização dos serviços de saúde

    Huambo - O Exército angolano está seriamente apostado na humanização dos seus serviços de saúde, para elevar os níveis de valorização da vida, informou hoje, quarta-feira, na província do Huambo, o 2º comandante deste ramo das Forças Armadas, general Jaques Raúl.

  • 23/10/2018 23:17:25

    Especialistas de saúde das FAA em formação

    Huambo - Cento e 60 especialistas de saúde das Forças Armadas Angolanas (FAA) começaram a frequentar hoje, terça-feira, na província do Huambo, um curso de saúde ao nível sanitário.

  • 23/10/2018 23:05:26

    Conselhos de enfermagem exigem equidade no novo regime remuneratória

    Huambo - Os membros dos conselhos da entidade da classe de enfermagem na província do Huambo exigiram hoje, terça-feira, equidade e justiça no novo regime remuneratório proposto pelo Executivo, evitando, assim, a redução dos índices salariais face ao anterior.