Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

15 Abril de 2018 | 16h32 - Actualizado em 15 Abril de 2018 | 16h44

Minsa bane dos concursos públicos empreiteiros sem qualidade

Luena - O Ministério da Saúde (Minsa) vai banir dos concursos públicos de concessão de obras todas empresas de construção e de fiscalização que edificam empreendimentos sanitários sem qualidade, anunciou sábado no Luena, a titular da pasta, Sílvia Lutucuta.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Ministra da Saúde, Sívia Lutucuta

Foto: David Dias

Hospital Municipal de Camanongue em Obra

Foto: David Dias

A governante manifestou tal posição durante uma visita que efectuou às obras do Hospital Regional de Camanongue (Moxico), onde constatou irregularidades, como a construção do Banco de Urgência no centro da instituição em vez da parte frontal, além dos acessos e outras questões técnicas.

Durante a visita, Sílvia Lutucuta acusou que a falta de qualidade das obras e incumprimentos dos parâmetros internacionais, se deve ao facto de as empresas de construção “entrarem em acordo” com as de fiscalização para não exercem o seu real papel de inspectores e representantes do dono da obra.

Informou que o cenário constatado no município de Camanongue é generalizado no país, razão pela qual promete banir dos concursos públicos as empresas que se absterem em corrigir os erros, que deverão ser feitos com recursos próprios.

“Há um cenário a nível do país, em que os empreiteiros entram em acordo com os fiscais para não exercerem o seu papel, de correcção e inspecção. E, em alguns casos, não entendem (os fiscais) da matéria. Vamos retirar estas empresas dos concursos públicos, queremos obras de qualidade”, vincou. 

A ministra, além de recomendar melhorias, prometeu mesmo que, por altura da montagem do equipamento hospitalar em Camanongue, se houver irregularidades exigirá o empreiteiro a fazer correcção necessária com custos financeiros deste.

Quanto à retomada das obras do Hospital com capacidade para 120 camas, Sílvia Lutucuta disse que a mesma aguarda pela mobilização de uma linha de financiamento.   

Entretanto o governador provincial, Gonçalves Muandumba, destacou, recentemente, a importância do aludido futuro Hospital Regional de Camanongue, que tratará doentes de toda região leste, principalmente das províncias do Moxico e Lunda Sul, em matérias de traumatologia, por se situar ao longo da Estrada Nacional Nº 180, que liga as cidades do Luena e Saurimo. 

Ainda em Camanongue, a ministra manteve um encontro com as autoridades tradicionais e religiosas ao qual instou-os para necessidade de haver mais envolvência destes na melhoria das determinantes sociais de saúde, dada a sua importância na educação das famílias.

Acompanhada do governador provincial, Gonçalves Muandumba, e parceiros como o UNICEF, OMS e o FAS, a ministra da Saúde entregou no Centro de Saúde de Camanongue medicamentos diversos e presenciou o arranque da campanha de vacinação contra a pólio, sarampo e rubéola.

Assuntos Província » Moxico   Saúde  

Leia também
  • 15/04/2018 04:08:43

    Serviços de hemodiálise entram em funcionamento a curto prazo no Moxico

    Luena - A secção dos serviços de hemodialise do Hospital Geral do Moxico (HGM), inoperante desde a reinauguração da unidade sanitária (2015), entra em funcionamento a curto prazo, anunciou, sábado, no Luena, a ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta.

  • 14/04/2018 18:30:17

    Hospital de Kiwaba Nzoji subaproveitado por escassez de técnicos

    Kiwaba Nzoji - As áreas do bloco operatório, banco de sangue, raio X, ecografia e estomatologia do Hospital municipal de Kiwaba Nzoji, todos apetrechados com equipamentos de ponta, continuam encerrados desde a inauguração da referida unidade, em 2015, por falta de especialistas, situação que pode levar a deterioração dos equipamentos.

  • 14/04/2018 17:29:26

    Mais de quinhentos jovens doam sangue

    Luanda - Quinhentos jovens angolanos doaram sangue, neste sábado, em seis unidades hospitalares de Luanda, numa iniciativa do Conselho Nacional da Sociedade Civil (CNSC), anunciou o seu presidente, Africano Pedro.