Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

16 Abril de 2018 | 18h22 - Actualizado em 16 Abril de 2018 | 18h21

Huíla vacina mais de 600 mil crianças na primeira semana

Lubango - Pelo menos seiscentas e 48 mil e 32 crianças, dos nove meses a menos de 15 anos, foram vacinadas contra o sarampo/rubéola nas sedes dos 14 municípios da província da Huíla, na primeira semana direccionada a zona urbana, decorrida de nove a 15 de Abril do ano em curso, de um total de um milhão, 297 mil 332 previstas.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Huíla: VACINAÇÃO

Foto: Morais Silva

A informação foi avançada à Angop hoje, segunda-feira, no Lubango pela chefe Provincial da Huíla do departamento de Saúde Pública e Controlo de Endemias, Fátima Barros, afirmando que foram igualmente vacinadas contra a pólio 276 mil 327 crianças, de zero aos cinco anos de idade, das 486 mil 678 previstas.

“A primeira fase da campanha foi proveitosa, apesar de não se atingir os indicativos esperados, mas cumprimos o nosso objectivo, porque estamos agora na fase rural, isso não significa que não vamos continuar a vacinar nas sedes municipais das cidades, mas vamos estar com maior atenção onde realmente não existe unidades sanitárias”, realçou.  

Salientou que um dos grandes constrangimentos que se depararam na semana foram as chuvas em algumas regiões da província, pois não se conseguia vacinar ou simplesmente se vacinou num período, como Matala, Quilengues, Humpata e Lubango.

“Quando chove termina-se cedo a vacina, mas outro constrangimento devido as chuvas, são as áreas inacessíveis em algumas localidades da Matala, Quilengues, Gambos, Quipungo, Jamba, Chipindo e Cuvango, uma vez que as estradas do interior não são asfaltadas e com chuva fica mais difícil”, acrescentou. 

Realçou que nas sedes municipais, as unidades de saúde vão continuar a vacinar, pois embora a atenção está mais virada a área rural, localidades  distantes das unidades sanitárias, obrigando estratégias móveis com equipas que vão se deslocar às referidas regiões.

A campanha de vacinação na província conta com três mil e 684 vacinadores, distribuídos em 614 equipas, composta de por seis pessoas cada, assim como 88 supervisores repartidos para cada cinco a seis equipas, tendo começado no dia 9 passado e termina a 22 do mês em curso.

Leia também
  • 05/02/2019 18:39:07

    Mais de vinte e oito mil mulheres aderem ao planeamento familiar

    Lubango - Vinte oito mil e 264 novas mulheres em idade fértil aderiram ao Programa de Planeamento Familiar em 2018 nas diversas unidades hospitalares da província da Huíla, um aumento de treze mil e 57 pacientes em relação a 2017.

  • 29/01/2019 14:19:25

    Principais doenças registadas são preveníveis por vacinação

    Luanda - Maior número de doenças registadas nas unidades sanitárias são, na sua maioria, preveníveis pela vacinação, pelo que é necessário reforçar-se a importância das famílias cumprirem com o calendário vacinal.

  • 21/01/2019 21:54:35

    Aumentam casos de doenças diarreicas agudas nos Gambos

    Gambos - Dois mil e 155 casos de doenças diarreicas agudas foram registados em 2018 pelas autoridades sanitárias do município dos Gambos, província da Huíla, em pacientes dos zero aos 14 anos, um aumento de mil e 13 em relação a 2017.

  • 17/01/2019 18:41:50

    Ministra constata obras na Maternidade e Hospital Central do Lubango

    Lubango- A ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, mostrou-se nesta quinta-feira, no Lubango, satisfeita com as condições de acomodação dos serviços da maternidade central Irene Neto no Hospital Central Agostinho Neto, a título provisório.