Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

14 Junho de 2018 | 11h51 - Actualizado em 14 Junho de 2018 | 11h51

Maior parte do sangue doado nos hospitais é de familiares

Luanda - A maior parte do sangue doado nas unidades hospitalares provém de dadores familiares, sendo insuficiente para acudir as necessidades, afirmou hoje, quinta-feira, em Luanda, o secretário de estado da saúde para a área hospitalar, Altino Matias.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Exemplificou que em 2017, foram registados cerca de 151 mil dadores no país, destes 126 mil são familiares.

Durante o discurso de abertura do acto central da celebração do dia mundial do dador de sangue (14 de Junho), o responsável adiantou que estes números estão aquém do recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), segundo o qual os dadores voluntários devem corresponder a um porcento da população do país.

Disse que o Ministério da Saúde reconhece que as dificuldades no acesso ao sangue e seus derivados são superáveis e, está engajado na melhoria da situação, dinamizando a rede de serviços do Instituto Nacional de Sangue, implementando um rigoroso processo de colheita, análise, processamento, armazenamento e distribuição do sangue e dos seus componentes.

Realçou também que estão a trabalhar cada vez mais no que toca a sensibilização dos cidadãos para a doação voluntária de sangue, promoção junto da comunicação social, campanhas permanentes para a prioridade de atendimento médico aos doadores regulares de sangue, filhos e cônjuges.

“Neste dia 14, do dador de sangue, os países de todo o mundo devem organizar actividades com vista reflectir sobre a importância do sangue para a saúde, aumentando a consciencialização sobre a necessidade de doações regulares para garantir a qualidade, segurança e disponibilidade de sangue e produtos sanguíneos para pacientes necessitados”, destacou.

O lema da Organização Mundial da Saúde (OMS) para a comemoração da data neste ano ”Esteja presente para outra pessoa. Dê sangue compartilhe vida”, tem como objectivo chamar a atenção pelos papeis que os sistemas de doação voluntária desempenham e, corresponde ao posicionamento do executivo angolano acerca desta temática.

Assuntos Doação   Saúde  

Leia também
  • 08/11/2018 18:03:46

    Sessenta crianças morrem de má nutrição no Cunene

    Ondjiva - Sessenta crianças, de zero aos cinco anos de idade, morreram de má nutrição severa e aguda moderada, de um total de 3.978 casos registados no decurso dos últimos nove meses em diferentes unidades sanitárias da província do Cunene.

  • 08/11/2018 12:30:02

    Médicos militares analisam prevenção de doenças

    Luanda - Médicos militares estão reunidos, desde hoje, quinta-feira, na XI jornadas médicas para analisar como prevenir a proliferação das doenças, sobretudo as mais perigosas do ponto de vista médico-sanitário destacando-se o VIH/Sida, a malária , tuberculose e a hipertensão.

  • 05/11/2018 17:47:56

    Reduzem casos de sida em Muconda

    Saurimo - Oito novos casos de infecção pelo vírus do VIH/Sida foram diagnosticados, de Janeiro até a presente data, do ano em curso, no município do Muconda (Lunda Sul), menos quatro em relação a igual período de 2017.

  • 05/11/2018 12:12:36

    País conta com 33 mil parteiras tradicionais

    Luanda - Trinta e três mil parteiras tradicionais prestam serviços em todo país na realização de partos dentro das comunidades, coadjuvando assim na redução da mortalidade materna e infantil.