Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

30 Agosto de 2018 | 19h46 - Actualizado em 30 Agosto de 2018 | 18h56

Governante quer melhoria no sistema de saúde nacional

Cuito - O governador do Bié, Álvaro Manuel de Boavida Neto, defendeu hoje, quinta-feira, no Cuito, melhoria no sistema de saúde nacional, com políticas viradas para as populações, associada a uma remuneração boa para os profissionais do sector, de modo a estimulá-los quanto ao atendimento dos doentes, nas unidades hospitalares.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Boavida Neto exprimiu este pensamento quando dissertava o tema, “As potencialidades económicas, sociais e culturais da província e oportunidades de investimento, durante o III Fórum Económico Produtivo para atracção de investimentos do Bié.

Para que a estratégia tenha êxitos, urge a necessidade de apostar seriamente na especialização dos jovens médicos, distribuir correctamente a força de trabalho para que os doentes sejam atendidos nos seus locais de residência.

Outrossim, reconheceu o empenho positivo dos quadros do sector da Saúde, médicos e enfermeiros e pessoas de apoio, sublinhando que tudo fazem para o funcionamento dos hospitais, salvando vidas humanas.

A malária, diarreias e respiratórias agudas, diabetes, reumatismo, febre tifóide, infecções de transmissão sexual, doenças da área de oftalmologia e dermatologia são, entre outras, patologias que continuam ser tratadas nas unidades sanitárias.

O sector da Saúde actualmente dispõe de três mil 570 funcionários, sendo 84 médicos (13 nacionais), enfermeiros e pessoal de apoio hospitalar, que labutam em 176 unidades hospitalares.

O Bié, centro de Angola, dispõe de um milhão e 455 mil 255 habitantes distribuídos pelos municípios do Cuito (capital), Andulo, Camacupa, Cuemba, Chitembo, Chinguar, Cunhinga, Nhârea e Catabola.

Leia também
  • 04/02/2019 06:38:08

    Uíge com serviço de tele-medicina

    Uíge - A província do Uíge vai ter, muito brevemente, alguns pontos de serviço de tele-medicina para assistir pacientes, atendendo a falta de médicos especialistas em certas áreas da medicina, anunciou domingo, nesta cidade, a ministra da Saúde, Sílvia Lutukuta.

  • 31/01/2019 11:05:50

    Luanda intensifica luta contra vector da malária

    Luanda - O Governo Provincial de Luanda vai, de 5 a 28 de Fevereiro, intensificar a luta anti-vectorial da malária em todos os municípios da capital angolana, para reduzir o impacto da doença na população.

  • 30/01/2019 11:15:32

    Hospital do Soyo sem serviços de cardiologia e ortopedia

    Soyo - Os serviços de cardiologia e ortopedia no hospital municipal do Soyo, província do Zaire, encontram-se paralisados há mais de um ano por falta de médicos.

  • 28/01/2019 17:33:29

    Hospital do Bié recebe doação de 80 bolsas de sangue

    Cuito - Oitenta militantes da JMPLA, na província do Bié, doaram, nesta segunda-feira, 80 bolsas de sangue à secção da hemoterapia do hospital provincial do Bié.