Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

02 Setembro de 2018 | 02h50 - Actualizado em 03 Setembro de 2018 | 19h27

Mais de dois mil litros de sangue doados ao Hospital Materno Infantil da Lunda Norte

Dundo - Mais de dois mil litros de sangue foram doados, sábado, ao Hospital Materno Infantil no Distrito Urbano do Mussungue, cidade do Dundo, por mais de duzentos voluntários mobilizados sob o lema "o sangue a espera do doente e não o doente a espera do sangue".

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Os voluntários, de faixa etária dos 18 aos 40 anos, são afectos à Brigada Jovem Solidária, Grupo ABC da Igreja Universal, Igreja Voz de Deus, Kimbanguista, Sétimo Dia e Forças Armadas Angolanas (FAA).

Quito Melo Pacaia, secretário executivo provincial da Brigada Jovem Solidária, disse à Angop que o objecto da acção solidária foi em função da unidade sanitária registar diferentes patologias, principalmente em crianças e mulheres grávidas.

Igualmente, o líder da ABC da Igreja Universal do Reino de Deus, Charles Cameixa, salientou que juntaram-se a causa com 70 fiéis, pela necessidade apresentada pelos distintos hospitais do município sede do Chitato, visto que os pacientes, na falta de sangue, tendem a recorrer em dadores que por sua vez cobram pelo serviço.

Já o pastor Luís Filipe, da Voz de Deus, disse que a sua igreja participou com trinta crentes, que foram também motivados pela carência da unidade.

No entanto a chefe da hemoterapia do materno infantil, Rosalina Muachimica, manifestou sua satisfação pela acção solidária, tendo salientado que as crianças e gestantes, com realce as mulheres refugiadas da RDC estacionadas no centro do Lóvua, são as mais necessitadas.

Leia também
  • 06/02/2019 16:39:13

    Aldeia de Chiculungo ganha posto de saúde

    Nhârea - A população da aldeia de Chiculongo, na comuna da Gamba (município de Nhârea), cerca de 210 quilómetros a Norte da cidade do Cuito, província do Bié, ganhou, nesta quarta-feira, um posto de saúde com 12 camas.

  • 04/02/2019 06:38:08

    Uíge com serviço de tele-medicina

    Uíge - A província do Uíge vai ter, muito brevemente, alguns pontos de serviço de tele-medicina para assistir pacientes, atendendo a falta de médicos especialistas em certas áreas da medicina, anunciou domingo, nesta cidade, a ministra da Saúde, Sílvia Lutukuta.

  • 31/01/2019 11:05:50

    Luanda intensifica luta contra vector da malária

    Luanda - O Governo Provincial de Luanda vai, de 5 a 28 de Fevereiro, intensificar a luta anti-vectorial da malária em todos os municípios da capital angolana, para reduzir o impacto da doença na população.

  • 30/01/2019 11:15:32

    Hospital do Soyo sem serviços de cardiologia e ortopedia

    Soyo - Os serviços de cardiologia e ortopedia no hospital municipal do Soyo, província do Zaire, encontram-se paralisados há mais de um ano por falta de médicos.