Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

07 Setembro de 2018 | 12h38 - Actualizado em 07 Setembro de 2018 | 14h19

INALUD forma activistas

Luanda - Trinta activistas formados pelo Instituto Nacional de Luta Anti-Drogas (INALUD) deverão disseminar a informação sobre prevenção e combate as drogas nas comunidades, disse hoje, sexta-feira, em Luanda, o chefe de Departamento de Monitorização, Formação e Relações Internacionais da instituição, Rui de Abreu Marcelino.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Representante do INALUD, Rui Marcelino (Arquivo)

Foto: Manuel Adão Zamba

O responsável falava à Angop, a propósito de uma acção de formação para activistas sobre o “Perigo do consumo de drogas”, que decorreu de 3 a 6 de Setembro de 2018, nas instalações do Centro de Reabilitação Profissional do MAPTSS, em Viana.

Para este grupo, terminada a acção formativa, começa a outra fase que passa por sensibilizar os actores sociais, bem como facilitar a intervenção do INALUD sobre o combate ao uso de drogas e consumo de bebidas alcoólicas.

Disse que a formação serviu para capacitar os formandos de maneiras a que possam integrar os grupos de trabalhos existentes, ou constituir novos núcleos para dar uma nova dinâmica a actividade preventiva e de luta contra o consumo de drogas nas comunidades vulneráveis a este mal.

A acção de formação para activistas sobre o “Perigo do Consumo de Drogas” visou capacitar e potenciar os operadores das organizações que trabalham no seguimento da prevenção do perigo do consumo de drogas provenientes de várias instituições ligadas ao assunto.

Promovida pelo Instituto Nacional de Luta Anti-Drogas, a acção formativa foi desenvolvida por formadores da Associação Acção para o Desenvolvimento Juvenil “GLOBO DIKULU” e da Associação Nacional de Luta Contra as Drogas (ANLD).

Com uma carga de 20 horas, a formação abordou assuntos como o Perfil do Activista Social, o Perigo e os Riscos do Consumo das Drogas, Trabalho nas Comunidades e Integração Social, Métodos e Técnicas de Animação, Legislação, Mobilização e Gestão de Recursos, Trabalho de Grupo, Liderança e Técnicas de Comunicação.

Assuntos Droga   Serviços de saúde  

Leia também
  • 04/02/2019 06:38:08

    Uíge com serviço de tele-medicina

    Uíge - A província do Uíge vai ter, muito brevemente, alguns pontos de serviço de tele-medicina para assistir pacientes, atendendo a falta de médicos especialistas em certas áreas da medicina, anunciou domingo, nesta cidade, a ministra da Saúde, Sílvia Lutukuta.

  • 31/01/2019 11:05:50

    Luanda intensifica luta contra vector da malária

    Luanda - O Governo Provincial de Luanda vai, de 5 a 28 de Fevereiro, intensificar a luta anti-vectorial da malária em todos os municípios da capital angolana, para reduzir o impacto da doença na população.

  • 30/01/2019 11:15:32

    Hospital do Soyo sem serviços de cardiologia e ortopedia

    Soyo - Os serviços de cardiologia e ortopedia no hospital municipal do Soyo, província do Zaire, encontram-se paralisados há mais de um ano por falta de médicos.

  • 27/01/2019 02:03:01

    Cunene com 206 novos técnicos de saúde

    Ondjiva - Duzentos e seis técnicos médios de enfermagem, análises clínicas, farmácia e fisioterapia, formados na Escola Técnica de Saúde de Ondjiva, província do Cunene, receberam sábado, nesta cidade, os seus certificados de fim de curso.