Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

07 Setembro de 2018 | 20h18 - Actualizado em 07 Setembro de 2018 | 20h17

Serviço de fisioterapia na Lunda Norte carece de equipamentos

Dundo - O serviço de fisioterapia na província da Lunda- Norte carece de equipamentos e espaço para sessões mais profundas, apurou a Angop, hoje (sábado), no Distrito Urbano do Mussungue, cidade do Dundo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Em decrações à Angop, o chefe de secção do aludido serviço, Francisco Teresa Samucoma, licenciado em fisioterapia, ressaltou que carecem de equipamentos e espaço apropriado para trabalhos profundos.

Informou terem sido atendidos, nos últimos dias, 360 pacientes em diversas patologias com realce para sequelas de acidente vascular cerebral (AVC), como as paraplegias, paralisias, monoparalisias, doenças do fórum da colona lombar, onde observaram alguns utentes com cervicalgias, dorsalgias e lombalgias.

Igualmente, disse terem sido atendidos casos de permautica que são as artrites gotosas, tendinites e inflamações por traumas.

Francisco Samucoma referiu ainda que a superação de um doente depende, em parte, do seu estado e que em média são realizadas de cinco a 15 sessões.

Quando não recuperados por falta de meios eficazes, salientou, os familiares recorrem a Luanda para uma assistência pormenorizada em função dos recursos existentes.

O responsável, que é o único técnico dessa especialidade, de momento, tem aplicado técnicas básicas, aguardando a recepção de um aparelho infra vermelho e cremes para o efeito, bem como a cedência de uma sala com espaço apropriado com ala para ginásio.

A aludida secção foi criada para atender pacientes dos 10 municípios da província.

O técnico apelou também ao Governo no sentido de apetrechar a área, aliás a única na província, tendo em conta os excessivos casos hipertensivos e sequelas de AVC que dão entrada naquela unidade hospitalar, para uma assistência segura.  

Os cidadãos dos municípios do Cambulo e Lucapa são os que mais acorrem ao Chitato em função da distância, estando assim o sector a programar acções que visam maior divulgação da área.

A divulgação vai ser feita sob o lema “fisioterapia em prevenção”, destacando a má postura que condicionam maior número da população em certas patologias.

O dia internacional da fisioterapia é comemorado a 8 de Setembro, data instituída através da Confederação Mundial de Fisioterapia (WCPT - World Confederation for Physical Therapy), em 1996 em função do encontro realizado nos Estados Unidos América (EUA).

Nesse encontro, considerou-se a fisioterapia como uma das especialidades integrada a saúde no estudo, tratamento e prevenção do homem em determinadas doenças.  

Assuntos Saúde  

Leia também
  • 11/11/2018 09:18:48

    Sector da saúde reforçado com novas viaturas

    Mbanza Kongo - Três novas viaturas, das quais uma ambulância para o suporte avançado do serviço de neo-natal foram entregues sábado, em Mbanza Kongo, ao sector da saúde na província do Zaire.

  • 11/11/2018 08:04:26

    Consumo exagerado de álcool faz mais de dois mil feridos

    Malanje - Dois mil e 402 casos de agressões físicas foram registados de janeiro a setembro deste ano (mais 757 em relação a igual período anterior ), no banco de Cirurgia e Ortopedia do Hospital Regional de Malanje, provocados por consumo excessivo de bebidas alcoólicas e drogas.

  • 08/11/2018 18:03:46

    Sessenta crianças morrem de má nutrição no Cunene

    Ondjiva - Sessenta crianças, de zero aos cinco anos de idade, morreram de má nutrição severa e aguda moderada, de um total de 3.978 casos registados no decurso dos últimos nove meses em diferentes unidades sanitárias da província do Cunene.

  • 08/11/2018 12:30:02

    Médicos militares analisam prevenção de doenças

    Luanda - Médicos militares estão reunidos, desde hoje, quinta-feira, na XI jornadas médicas para analisar como prevenir a proliferação das doenças, sobretudo as mais perigosas do ponto de vista médico-sanitário destacando-se o VIH/Sida, a malária , tuberculose e a hipertensão.