Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

11 Outubro de 2018 | 21h01 - Actualizado em 12 Outubro de 2018 | 08h57

Médico aconselha bons hábitos alimentares para combate a obesidade

Ondjiva - O médico de clínica geral do Hospital de Ondjiva, província do Cunene, Daniel Ricardo, recomendou nesta quinta-feira, a população no sentido de primarem por uma alimentação controlada e a prática regular de exercícios físicos para evitar a obesidade.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Em declaração à Angop, no âmbito do Dia Mundial de Combate à Obesidade que hoje se assinala, o responsável disse que a obesidade é um problema cujo combate requer mais cuidado com a alimentação, evitando sempre alimentos carregados de muito colesterol.

Sublinhou que a população deve adquirir uma alimentação mais saudável e rica em vitaminas e fibras, como hortícolas, carne branca, peixe e frutas e pautar pela prática diária de exercícios físicos, para queimar as calorias, que ajudam na diminuição do peso.

Segundo o especialista, a obesidade é uma doença crónica, de difícil tratamento, que pode ser resultado de herança genética, fisiológica, sedentarismo, excesso de alimentos ou alimentação inadequada, devido a transtornos alimentares.

Informou que o excesso de peso predispõe o organismo a uma série de doenças, em particular cardiovasculares, diabetes, osteoartrite, ortopédicas, circulatórias, dermatológicas e respiratórias, alterando completamente a personalidade do indivíduo, sobretudo a sua auto-estima.

"Os pacientes com obesidade correm o risco de sofrer de diabete, a hipertensão arterial, na medida que as gorduras aumentam e dificultam a circulação do sangue, o que provoca ataques cardíacos (AVC) ou enfartes do miocárdio, com consequências fatais", sustentou

Apontou o stress, a falta de exercícios físicos, o uso de óleo alimentar com colesterol e o não acompanhamento do controlo sistemático cardiovascular pelos médicos especializados como causas de obesidade, sobretudo para pessoas com idades acima dos 30 anos.

Alertou que o combate à obesidade não deve ser encarado apenas como um problema de saúde pública, mas um compromisso social de cada cidadão e que requer intervenção activa entre a população e especialistas de saúde pública, em aspectos preventivos relativamente à educação alimentar e à pratica constante de exercícios físicos..

O 11 de Outubro foi instituído como Dia Mundial de Combate à Obesidade em 1997 pela Organização Mundial da Saúde (OMS), visando estimular as pessoas a optarem por actividades preventivas e saudáveis.

Assuntos Província » Cunene   Saúde  

Leia também
  • 11/10/2018 17:56:07

    Fraca adesão na campanha de vacinação anti-rábica preocupa autoridades

    Saurimo - O chefe do departamento dos Serviços Veterinário na Lunda Sul, António Miguel Txiteca, manifestou-se hoje, quinta-feira, em Saurimo, preocupado com a fraca adesão dos proprietários de animais de estimação na campanha de imunização animal contra a raiva.

  • 11/10/2018 17:53:30

    Hospital de Mucari retoma serviço de cirurgia

    Mucari - Dois anos após a sua paralisação, devido a cessação de contrato com médicos de nacionalidade coreana, o Bloco Operatório do Hospital Municipal de Mucari, voltou a realizar serviços de cirurgia, esta semana, segundo o director da referida unidade, José Ribeiro.

  • 11/10/2018 16:21:45

    Jornadas científicas do hospital central devem reflectir-se no bem-estar da população

    Huambo - O vice-governador da província do Huambo para o sector político, económico e social, José Cornélio, espera que, doravante, as jornadas científicas do hospital central, realizadas uma vez por ano, tenham reflexos no bem-estar da população.