Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

18 Janeiro de 2019 | 18h12 - Actualizado em 18 Janeiro de 2019 | 18h11

Candidatos na ordem dos médicos com 10 dias para regularizar processos

Luanda - A Comissão Nacional Eleitoral da Ordem dos Médicos de Angola deu, nesta sexta-feira, em Luanda, 10 dias aos candidatos a bastonários para regularizar a situação relativa as inscrições da população votante.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Falando em conferência de imprensa, a presidente da comissão eleitoral, Ana Verissímo da Costa, avançou que durante a verificação e avaliação das candidaturas constatou-se irregularidades nos processos relativos a subscrições válidas, de acordo com estatuto e regulamento eleitoral.

No entanto, essa posição contrasta com o ponto de vista dos candidatos Miguel Mateus, Elisa Gaspar e Mário Fresta que, na quarta-feira, 16, afirmaram ter perdido a total confiança da Comissão Nacional Eleitoral devido as irregularidades do processo a nomeação ilegal da comissão eleitoral, por não obedecer o estabelecido nos estatutos nem mesmo a eleição do seu presidente, bem como erros na constituição das comissões eleitorais provinciais e actos contínuo, publicação dos cadernos eleitorais e o cumprimento do calendário por ela mesmo aprovado.

Os três afirmaram, igualmente, que ponderam convocar uma reunião médica nacional, nos próximos dias, para avaliar situações que consideram ilegais no processo eleitoral desta organização.

Durante a sua intervenção, a presidente da comissão eleitoral avançou, que de acordo com o artigo 49 do estatuto e 15 e 21.2 do regulamento eleitoral, nenhum dos candidatos atingiu a percentagem regulamentada de 15 por cento para que a sua lista fosse aprovada.  

O acto eleitoral, cujo vencedor vai substituir o também médico Carlos Pinto, está marcado para Fevereiro de 2019.

Estão inscritos na Ordem dos Médicos 6.479 profissionais, sendo 5.491 angolanos e 988 estrangeiros.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 05/02/2019 14:08:39

    Doenças à espreita nos mercados a céu aberto

    Luanda - Frequentados há mais de 20 anos, os mercados a céu aberto ganharam o "rótulo" de principal ponto de venda de produtos a retalho em Luanda, essencialmente os do ramo alimentar. Todos os dias, atraem milhares de clientes, em busca de diversidade e baixos preços.

  • 19/01/2019 14:40:04

    Minsa e enfermeiros alcançam consenso negocial

    Luanda - Depois de um mês de negociações, o Ministério da Saúde (Minsa) e o Sindicato dos Enfermeiros de Angola (SINDEA) alcançaram consenso, pondo fim à ameaça de greve no sector da saúde.

  • 16/01/2019 17:04:58

    Mais de 10 mil enfermeiros sem emprego no país

    Luanda - A Ordem dos Enfermeiros de Angola (ORDENFA) informou nesta quarta-feira, em Luanda, que pelo menos 10 mil e 100 profissionais do ramo estão desempregados no país.