Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

08 Novembro de 2019 | 18h52 - Actualizado em 08 Novembro de 2019 | 18h52

Centro Médico da Canata duplica capacidade de atendimento

Lobito - Pouco mais de duzentos pacientes poderão ser assistidos diariamente no Centro Médico da Canata, no município do Lobito, o dobro da capacidade de atendimento anterior desta unidade reinaugurada nesta quinta-feira, após ser reabilitada pela Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG), apurou hoje a Angop.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Benguela: Foto de família das autoridades eclesiástica e governamentais no centro da Canata

Foto: Cedida

Com um financiamento de 382 mil dólares norte-americanos, suportados pela ANPG, em parceria com a petrolífera British Petroleum (BP) e o grupo empreiteiro do Bloco 18, o referido centro, devidamente equipado, garante agora melhores condições de atendimento aos cidadãos.

Além disso, a BP Angola, por exemplo, investiu cerca de 20 mil dólares americanos em equipamentos, como camas, mobiliário de escritório e material informático, para apetrechamento do centro médico, reaberto para atendimento aos utentes quase um ano depois.

O reforço da capacidade de atendimento é, para já, o principal ganho da reconstrução do empreendimento para a comunidade da Canata. Quem o diz é a responsável da unidade sanitária, Domingas Ndongua.

Segundo ela, o centro tem agora 14 camas para internamento e reúne as condições para trabalhar 24 sobre 24 horas.

Para tal, a unidade de saúde conta com um médico de clínica geral, um dentista em regime de colaboração, 20 enfermeiros, três técnicos de laboratório e cinco auxiliares, apontou.

Já o representante da ANPG, Hermenegildo Manuel, afirmou que a acção da concessionária faz parte dos investimentos de responsabilidade social, previsto na Lei Geral das actividades petrolíferas, 10/04, que faz referência à cedência de uma parte do bónus como resultados dos contratos de exploração.

Hermenegildo Manuel destacou que, com o investimento feito, o centro oferece agora melhores condições para apoiar as necessidades de acesso à saúde dos moradores da Canata, enquanto um dos bairros periféricos mais referenciados da cidade do Lobito.

Em nome da comunidade beneficiária, o pároco da Paróquia São José da Caponte, António Mombo, sublinhou a satisfação dos utentes pela obra feita, mas aproveitou a ocasião para pedir aos patrocinadores uma ambulância e um gerador, que muita falta fazem àquela instituição.

Presentes na cerimónia de reinauguração estiveram, entre outros, o dispo da Diocese de Benguela, Dom António Francisco Jaka, a quem coube o corte da fita do centro e a bênção aos enfermos e trabalhadores, a vice-governadora provincial para o Sector Político, Social e  Económica, Deolinda Valiangula, e o administrador municipal do Lobito, Nelson da Conceição.

Leia também
  • 06/11/2019 01:46:30

    MINSA repõe stock de medicamentos no Hospital do Lobito

    Lobito -Vinte e seis toneladas de medicamentos e material gastável foram entregues, esta terça-feira, à Direcção do Hospital Geral do Lobito, para atenuar a escassez de remédios provocada pelo incêndio de segunda-feira na farmácia da unidade hospitalar.

  • 23/10/2019 18:54:35

    Albinos beneficiam de consultas especializadas gratuitas

    Benguela - Cidadãos albinos vão beneficiar, todas as terças-feiras, de consultas gratuitas de dermatologia, oftalmologia, psicologia clínica, maxilo facial e cirurgia, no Centro Oftalmológico Internacional de Benguela, soube hoje a Angop.

  • 11/10/2019 16:28:14

    Sector da Saúde regista 12 casos de perturbação mental na Ganda

    Ganda - Pelo menos 12 casos de distúrbios mentais, com uma tentativa de suicídio, foram diagnosticados nos últimos nove meses, no município da Ganda (Benguela), afirmou a especialista em tratamento clínico de doenças mentais do hospital local, Florentina Custódio Valério.