Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

03 Dezembro de 2019 | 13h13 - Actualizado em 03 Dezembro de 2019 | 13h13

Especialista alerta para aumento dos casos de malária em crianças

Huambo - O pediatra Jóia Manuel alertou esta terça-feira, no Huambo, sobre o aumento do número de casos de malária, principalmente em crianças, nos últimos meses na pediatria do Hospital Central, o que exige maior responsabilidade das famílias na utilização correcta do mosquiteiro.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Médico Pediatra, Jóia Manuel

Foto: Aurélio Janeiro Sacalei Soi

Em declarações à ANGOP, o especialista informou que, até ao momento, 60 crianças, do total das 170 internadas na unidade sanitária, apresentam-se com problemas desta doença, transmitida pela picada do mosquito.

Referiu que a pediatria da maior unidade sanitária, com a capacidade para albergar 152 doentes, regista uma ligeira sobrelotação de 18 doentes a mais, um número que poderá ser ultrapassado, nos próximos dias, com o aumento de casos de malária nesta época chuvosa.

Por este facto, apelou às famílias no sentido melhorarem o saneamento básico para eliminar os focos de lixo, procederem a utilização correcta dos mosquiteiros impregnados com insecticida ao mesmo tempo que ocorrem às unidades sanitárias mais próximas sempre que se aprceberam de alguns sintomas, de modo a evitar o agravamento da doença.

Noutras partes das suas declarações à ANGOP, por ocasião do Dia Mundial das Alergias, que hoje se assinalam, o pediatra Jóia Manuel informou que a pediatria atende diariamente, em média, cinco casos de renite alérgica, com problemas de respiração, tosse e espirros, além de asma brônquica, por sinal o mais grave, com dois a três internamentos média semanal.

Além dos serviços pediátricos, o Hospital Central do Huambo, com uma capacidade para internar 800 doentes, presta igualmente serviços nas especialidades de medicina geral, cirurgia geral, ortopedia, endoscopia, ginecologia, obstetrícia, dermatologia, hemodiálise, psiquiatria, citologia, oftalmologia e otorrinolaringologia.

Constam ainda as especialidades de estomatologia, imagiologia (raio x, ecografia, TAC e ressonância magnética), de mamógrafo, esterilização, neurologia, cardiologia, hemoterapia, laboratório de análises clínicas e cuidados intensivos, num universo de mil e 100 trabalhadores, entre médicos, técnicos de diagnóstico e terapêutico, enfermeiros e administrativos.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 03/12/2019 12:16:34

    Número de cadáveres na morgue do HCH ultrapassa capacidade

    Huambo - A morgue do Hospital Central do Huambo (HCH), construída para conservar 27 corpos, conta actualmente com 44 cadáveres, perfazendo um total de 19 acima da capacidade instalada, situação que está a preocupar as autoridades pelo facto de muitos deles estarem abandonados há mais de três meses.

  • 22/11/2019 17:50:54

    Serviços médicos tornam-se mais acessíveis aos sindicalistas no Huambo

    Huambo - Os primeiros serviços da clínica dos trabalhadores da educação, cultura, desporto e comunicação social na província do Huambo foram inaugurados hoje, sexta-feira, para prestar assistência médica e medicamentosa aos 17 mil e 553 filiados, entre activos e reformados.

  • 20/11/2019 18:15:30

    Responsável enaltece papel das parteiras comunitárias

    Huambo - O director do gabinete da Cultura, Turismo, Juventude e Desportos, Jeremias Piedade dos Anjos Nambongue Chissanga, reconheceu esta quarta-feira, no Huambo, o papel das parteiras comunitárias, sobretudo nas localidades longínquas, onde existem grandes dificuldades de colocação de especialistas.