Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

19 Março de 2019 | 01h55 - Actualizado em 19 Março de 2019 | 01h55

Cento e 46 mil alunos serão desparasitados no Cuando Cubango

Menongue - Cento e 46 mil 188 alunos do primeiro e segundo ciclo da província do Cuando Cubango serão desparasitados este ano, no quadro de uma campanha que vai de 18 até 29 do mês em curso.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

No acto de lançamento da campanha provincial da desparasitação escolar, que iniciou oficialmente segunda-feira, nesta cidade de Menongue, o director local em exercício da Saúde, Emílio Paulo Cambinda, disse que esta campanha abrange alunos de seis dos nove municípios da província, além de crianças fora do sistema de ensino.

Trata-se dos municípios de Menongue, Cuchi, Cuito Cuanavale, Cuangar, Nankova e Calaio.

O director da organização não-governamental angolana Mentor Iniciative, parceira do projecto, Francisco Samanjata, referiu que a concretização resulta de um acordo com o sector da saúde, avançando que nesta quarta campanha de desparasitação estão disponíveis mil e 160 comprimidos de Albendazol e 365 mil e 470 Praziquantel.

Disse que a desparasitação escolar tem como objectivo prevenir doenças tropicais negligenciadas que actuam nas áreas rurais e suburbanas e provocam atraso mental, anemia, mal nutrição, deformação, cegueira, diarreias e outras doenças.

O director do gabinete provincial da educação, Miguel Canhime, em representação do governador Pedro Mutindi, considerou oportuna a iniciativa do sector da saúde, na potenciação de tratamento das crianças.   

Para o responsável, os ministérios da Saúde e da Educação devem caminhar paralelamente, tendo em conta que não existe educação sem saúde e vice-versa.

Para os encarregados da educação, aconselhou-os a darem alimentos antes de ir à campanha de desparasitação para evitar efeitos colaterais, bem como acompanharem o processo da vacinação nas escolas abrangidas.

Leia também
  • 18/03/2019 22:28:29

    FNLA constata melhorias na assistência médica no Bié

    Cuito - O primeiro secretário da Frente Nacional de Libertação de Angola (FNLA) no Bié, Agostinho Eduardo, reconheceu hoje (segunda-feira), na cidade do Cuito, a existência de melhorias na assistência médica e medicamentosa gratuita na região.

  • 13/03/2019 23:01:01

    População da regedoria do Culo beneficia de consulta de rastreio

    Uíge - A população da regedoria do Culo, 27 quilómetros a Nordeste da capital do Uíge, beneficiou hoje, quarta-feira, de consultas gratuitas de rastreio de diversas doenças, numa iniciativa da Direcção Municipal da sede provincial, com vista a reduzir certas patologias na comunidade.

  • 07/03/2019 23:51:33

    Saúde pública quer melhoria de informação sanitária no país

    Luanda - Uma das metas das autoridades sanitárias do país é a melhoria do fluxo de informação em cada província, bem como a elaboração do manual de formação sobre as Doenças Tropicais Negligenciadas (DTN) até Dezembro deste ano.