Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

25 Abril de 2019 | 14h17 - Actualizado em 25 Abril de 2019 | 14h17

Casos de malária baixam cerca de 68 porcento no I trimestre

Benguela - Cento e sessenta e seis mil e 787 casos de malária foram registados no I trimestre deste ano, na província de Benguela, contra 244 mil e 721 do período homólogo de 2018, informou nesta quinta-feira, à Angop, o coordenador local de luta contra a Malária, Manuel Cassiano.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Feira da saúde

Foto: Diniz Simão

Segundo o responsável, que falava por ocasião do Dia Africano para Redução da Malária que hoje se assinala, registou-se no período em referência um decréscimo de 77.934 casos, que representam quase 68 porcento de redução, bem como uma diminuição drástica de óbitos, de 612 no primeiro trimestre de 2018 para 91 mortes nos primeiros três meses deste ano.

Manuel Cassiano disse que contribuiu para esta redução, a estratégia implementada pelo Gabinete Provincial da Saúde para os serviços integrados de luta anti-vectorial, através da fumigação extra e intra-domiciliar, a pulverização intra-domiciliar e o tratamento dos locais onde se multiplicam os mosquitos.

Acrescentou que, da estratégia, tida como bem sucedida, consta igualmente a intensificação da mobilização da comunicação social, visando a adesão ao tratamento da malária 24 horas depois do contágio e a distribuição a todos hospitais de medicamentos para o tratamento da malária grave, denominado “Artesunato”, o que terá contribuído significativamente na redução tanto dos casos como do número de óbitos em toda província.

Ainda assim, reconheceu haver algumas zonas cinzentas, principalmente no interior da província, como são os casos dos municípios da Ganda, Cubal, Balombo e Bocoio que, em termos de óbitos, preocupam as autoridades sanitárias.

Deu a conhecer que, apesar da existência destas zonas “cinzentas”, no que toca a óbitos, os municípios de Benguela e Baía Farta (litoral), apresentaram-se com 38 e 15 óbitos respectivamente, o que reforça a preocupação do sector relativamente àquelas duas circunscrições administrativas.

Tendo em conta essa realidade, o responsável acrescentou que o município da Baía Farta foi escolhido para acolher uma feira de saúde dedicada ao Dia Africano Para a Redução da Malária, oferecendo outros serviços além da testagem da malária, como HIV/Sida e a vacinação contra o sarampo, tétano e outras enfermidades.

Na mesma feira de saúde estão ainda disponíveis serviços de mobilização sobre desnutrição, higiene bucal, rastreio à hipertensão arterial e controlo às diabetes.

Além disso, informou ainda, voluntários dos municípios da Ganda, Cubal e Catumbela foram mobilizados e estão a proceder a intensificação da fumigação e tratamento de locais de criação de mosquito no bairro Alto Liro (do município da Baía Farta), tido como de risco, ao apresentar 15 óbitos neste primeiro trimestre de 2019.

As comemorações do Dia Mundial de Luta contra a Malária decorrem sob o lema “Zero Malária começa comigo”.

Leia também
  • 21/04/2019 14:38:34

    Angola tem 1.675 postos de saúde em funcionamento

    Benguela - A República de Angola conta, actualmente, com mil e 675 postos de saúde em funcionamento, 471 centros de saúde, 24 dos quais de referência, 75 centros materno-infantis e 166 hospitais municipais, anunciou, em Benguela, o secretário de Estado para a Saúde Pública, José Vieira da Cunha.

  • 19/04/2019 17:16:05

    Cobertura universal de saúde deve ser integral - ministra do Ensino Superior

    Benguela - A ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria do Rosário Sambo, defendeu hoje, nesta cidade, que a cobertura universal dos serviços de saúde deve ser baseada na equidade e nos princípios de justiça social, com o envolvimento e empoderamento das famílias.

  • 18/04/2019 02:25:09

    Benguela acolhe I congresso Internacional de Ciências Médicas da UKB

    Benguela - O I congresso Internacional de Ciências Médicas da Faculdade de medicina da Universidade Katyavala Bwiala (UKB) vai decorrer nesta sexta-feira, em Benguela, com a participação de prelectores de Angola, Portugal, Cabo Verde e Cuba, que vão abordar variados temas.