Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

27 Maio de 2019 | 18h57 - Actualizado em 27 Maio de 2019 | 18h57

Angola apresenta declaração da CPLP na 72ª sessão da Saúde

Luanda - Angola apresentou hoje, segunda-feira, em Genebra (Suíça), uma declaração em nome da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), 72ª sessão da Assembleia Mundial da Saúde.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O documento abordou, na generalidade, questões relacionadas com o roteiro preliminar 2019-2023 sobre o acesso aos medicamentos e vacinas.

Além da intervenção proferida em nome da CPLP, Angola apresentou questões locais sobre a importância do acesso dos medicamentos e vacinas, sua produção interna, inovação e combate a produtos contra feitos.

Debruçou-se ainda sobre questão da saúde dos refugiados e migrantes, no qual enfatizou o acesso aos serviços de saúde pública.

Entretanto, à margem do evento, Sílvia Lutucuta, teve, no período da tarde desta segunda-feira, um encontro com responsáveis do Fundo Global, uma organização financeira internacional público-privada que tem como objectivo atrair e distribuir recursos adicionais para a prevenção e tratamento do HIV/ SIDA, tuberculose e malária.

Angola continua a presidir o Comité-A da 72ª sessão da Assembleia Mundial da Saúde, que termina, terça-feira (28).

Assuntos Ministério da Saúde  

Leia também
  • 25/05/2019 17:35:35

    Serviços do Hospital Neves Bendinha passam para o Zango

    Luanda - Os serviços de queimados do Hospital Geral Especializado Neves Bendinha, localizado no município de Luanda, estão a ser transferidos progressivamente para o Hospital Municipal do Zango, em Viana.

  • 25/04/2019 12:50:00

    MINSA tranquiliza sociedade sobre testes de VIH

    Luanda - O Ministério da Saúde (MINSA) esclareceu, em comunicado, que nenhuma pessoa testada com o reagente Aria, em Dezembro de 2018, saiu com o resultado falso positivo dos seus serviços, e tranquilizou os cidadãos em relação à segurança dos testes de VIH.

  • 23/04/2019 13:10:10

    Inspecção da Saúde veta reagente após resultados duvidosos

    Luanda - A Inspecção Geral da Saúde vetou o uso do reagente "Aria" na testagem do VIH, após a constatação de testes com resultados duvidosos.