Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

23 Agosto de 2019 | 11h06 - Actualizado em 23 Agosto de 2019 | 11h08

Campanha "Nascer Livre para Brilhar" chega a Malanje

Malanje - A campanha "Nascer Livre para Brilhar", que visa eliminar a transmissão do VIH/Sida da mãe para o filho, foi lançada quinta-feira na província de Malanje, visando realçar as vantagens de prevenção da doença e do corte de transmissão vertical.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O acto de lançamento foi presidido pelo vice-governador de Malanje para o sector político, económico e social, Domingos Eduardo, em representação da coordenadora local da campanha, Anabela Edith, e culminou com a apresentação da situação epidemiológica e seroprevalência da província.

Dados estatísticos dão conta que apenas 14 porcento de crianças dos zero aos 14 anos infectadas estão em tratamento anti-retroviral, cifra considerada baixa, uma vez que a meta é tratar 90 porcento dos doentes.

Domingos Eduardo realçou que dificuldades no acesso às unidades sanitárias para o diagnóstico e tratamento do VIH, estigma e descriminação, desigualdade de género e factores culturais estão na base desta situação. "A campanha “Nascer Livre para Brilhar” surge no sentido de inverter o actual quadro, mediante a monitorização do plano provincial de prevenção e tratamento, além de formação dos técnicos envolvidos", frisou.

Por sua vez, a supervisora do programa provincial de luta contra o sida, Maria Luciano, apresentou o plano estratégico nacional de prevenção do Hiv/Sida, consubstanciados em quatro eixos (prevenção primária contra a doença, programa de corte de transmissão vertical, tratamento pediátrico e assistência continuada e  envolvimento dos cidadãos comuns e técnicos de saúde).

Entretanto, o quadro epidemiológico da província refere que em 2018 foram testadas na província 48 mil e 23 pessoas, incluindo gestantes, dos quais mil e 332 obtiveram resultados positivos, perfazendo 2,7 porcento, sendo os municípios do Quela e Malanje com quatro e três porcento respectivamente, os mais endémicos, e Massango, o menos visado com 0,2 porcento.

No primeiro semestre de 2018 foram realizados 10 mil e 467 testes em mulheres grávidas, dos quais 112 foram positivos e deste 93 seguem tratamento.

Comparativamente a igual período deste ano, foram efectuados 11 mil e 342 testes, com 138 positivos, dos quais 103 em tratamento, representando um aumento de 875 casos.

Segundo dados estatisticos, Malanje figura na segunda posição com uma taxa de prevalência de três porcento, antecedido por Cunene, com 6,7 porcento, enquanto que Zaire tem a taxa mais baixa do país, com 0,6 porcento.

A campanha nacional “Nascer Livre para Brilhar" foi lançada em Dezembro de 2018, com o foco de reduzir em 14 porcento da taxa de transmissão do VIH de mãe para filho no período de 2019 a 2021, à luz das orientações da XX Assembleia da Organização das Primeiras-damas africanas contra o VIH/Sida, realizada no ano transacto na Etiópia.

Em Malanje, o primeiro caso de VIH/SIDA foi identificado em Dezembro de 1988, três anos depois ter sido diagnosticado o primeiro caso em Angola, em 1985.

Assuntos Província » Malanje   Saúde  

Leia também
  • 22/08/2019 16:53:41

    Huíla: INEMA indica municípios para postos fixos

    Lubango - O Instituto Nacional de Emergências Médicas de Angola (INEMA), na Huíla, vai instalar postos fixos, ainda este ano, nos municípios de Quilengues, Gambos, Humpata e Caluquembe a fim de dar maior cobertura aos casos de acidentes de viação ocorridos nas estradas sob sua jurisdição.

  • 22/08/2019 16:28:01

    Casos de lepra aumentam em Malanje

    Malanje - A província de Malanje registou um aumento de 25 casos de lepra, nos primeiros seis meses deste ano, comparativamente a igual período de 2018, em que a cifra foi de 52 doentes, informou hoje, quinta-feira, em Malanje, o supervisor do programa provincial de controlo da doença, Guilherme Santos.

  • 22/08/2019 10:35:00

    Tuberculose vitima 14 crianças no primeiro semestre

    Ndalatando - Catorze crianças menores de 15 anos de idade morreram no primeiro semestre do ano em curso na província do Cuanza Norte, vítimas de tuberculose.