Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

13 Março de 2020 | 14h45 - Actualizado em 13 Março de 2020 | 14h44

Covid-19: Cabinda com medidas especiais nas fronteiras

Cabinda - As autoridades sanitárias e dos serviços de migração e estrangeiros em Cabinda (SME) criaram medidas especiais nas fronteiras de Massabi e Yema, para o controlo dos cidadãos estrangeiros, devido à propagação do Covid-19 no mundo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Dístico do COVID-19, novo Coronavírus

Foto: Divulgação

Na fronteira de Massabi, a norte de Cabinda com a cidade de Ponta-Negra, República do Congo Brazaville, foi colocada uma equipa de três inspectores de saúde munidos de dispositivos de medição de temperaturas (termómetros), desinfectantes para lavagem das mãos, máscaras e ambulância do Instituto Nacional de Emergências Médicas de Angola (INEMA).

Em declarações à Angop, o inspector da saúde em Cabinda, João Simão Jorge, disse que o movimento de entrada ao país de estrangeiros e não só tem merecido atenção redobrada, com diagnósticos recomendados como a medicação da temperatura para detectar indícios de febres altas e, caso haja suspeita, evacuar de imediato para a zona de quarentena na cidade de Cabinda.

O responsável informou que no dia 24 de Fevereiro deste ano foi recusada a entrada, em Cabinda, de um cidadão chinês, proveniente da China, numa medida conjunta com os especialistas do SME no Massabi, como acto de prevenção.

Nesta acção, sublinhou que o cidadão chinês que se deslocou a Massabi a fim de recepcionar seu co-cidadão encontra-se em quarentena na sua residência na cidade de Cabinda por ter mantido contacto com o seu colega.

" Essa tem sido a nossa acção, uma vez que a cidade congolesa de Ponta-Negra, tem um aeroporto internacional, onde voos vindos da Europa fazem este destino e transportam muitos cidadãos europeus, uns com destino à província de Cabinda, além de turistas que passam com seus meios”, disse.

Para o SME, foram igualmente redobradas as medidas de controlo e fiscalização de cidadãos estrangeiros portadores de passaportes que entram via fronteira de Massabi.

Na nota de imprensa do gabinete institucional e imprensa da direcção provincial do SME em Cabinda, chegado a Angop, indica que de Janeiro a Fevereiro deste ano registou-se um movimento de entrada para o país, através da fronteira terrestre de Massabi,  416 cidadãos estrangeiros, com passaportes normais,  56, com vistos de turismo e negócios (VTN) emitidos localmente.

Os europeus, de países como britânicos, franceses, portugueses, chineses e holandeses são os que mais usam a fronteira terrestre de Massabi, vindo de Ponta Negra (República do Congo), sendo que os africanos são geralmente cidadãos de nacionalidade congolesa, gabonesa, mauritaniana e namibiana.

Assuntos Província » Cabinda   Saúde  

Leia também
  • 13/03/2020 15:26:46

    COVID-19: Lançado projecto "Saiba mais sobre o Vírus Covid-19"

    Moçâmedes - A direcção municipal dos Tempos Livres e Juventude e Desportos em Moçâmedes, província do Namibe, procedeu hoje, sexta-feira, o lançamento do programa denominado "Saiba mais sobre o Virus Covid-19" com o fim de disseminar toda a informação sobre esta pandemia.

  • 13/03/2020 14:20:17

    COVID - 19: Suspensa entrada de Navios de Cruzeiros em Angola

    Luanda - Os navios cruzeiros estão impedidos temporariamente de entrar em Angola, em virtude da propagação da pandemia do novo coronavírus (Covid - 19) pelo Mundo, desde Dezembro último, causando mais de 4.900 mortos, até ao momento.

  • 13/03/2020 11:04:29

    COVID-19: PN redobra vigilância nas fronteiras do país

    Ndalatando - A Polícia Nacional reforçou o controlo nas principais fronteiras do país, visando prevenir a entrada de cidadãos infectados com o novo coronavírus (Covid-19), informou o secretário de Estado do Interior para o Asseguramento Técnico, Salvador Rodrigues.