Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

21 Março de 2020 | 11h53 - Actualizado em 21 Março de 2020 | 12h00

COVID - 19: Autoridades do Moxico proíbem venda de carne

Luena - A transportação e venda de carne seca da caça no mercado informal da cidade do Luena, província do Moxico, está proibida, pelas entidades locais, a partir de hoje, sábado, no âmbito da implementação das medidas de prevenção da infecção por coronavírus (Covid - 19).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O anúncio da proibição foi feito na sexta – feira, pelo governador provincial, Gonçalves Muandumba, durante a reunião mantida com os membros da comissão provincial de acompanhamento da pandemia.

O governante advertiu que as pessoas que persistirem na comercialização da carne da caça serão responsabilizadas pelos seus actos.

Explicou que a medida visa evitar que ninguém ponha em causa a saúde de outrem, a julgar pela gravidade das consequências sócio - económicas do coronavírus.

Pediu, na ocasião, às igrejas e directores das escolas, para auxiliar à transmissão das medidas de prevenção nas comunidades, através da educação das novas regras cívicas de convivência.

Gonçalves Muandumba orientou, por outro lado, a suspensão de movimentos desnecessários de pessoas e viaturas nas unidades hospitalares e procurar proteger-se, de forma adequada.  

Para se evitar constrangimentos nos principais pontos de entrada de pessoas, sobretudo, no aeroporto do Luena “Comandante Dangereux”, sugeriu que todo passageiro, sem excepção passasse na área normal.

O centro de acolhimento de menores com capacidade de albergar 80 pessoas, localizado no bairro “Luso”, oeste da cidade do Luena, será usado como a área de quarentena para casos suspeitos.

No encontro, o chefe do departamento provincial de saúde pública, Balde Barnabe, manifestou a necessidade de a vigilância ser também extensiva aos animais, por constituir uma das vias de transmissão da pandemia.

Apontou que neste momento, a província do Moxico, conta com sete pontos de rastreio e dez termómetros, precisando mais 20, para permitir alargar as áreas de controlo.

Assuntos Província » Moxico   Saúde  

Leia também
  • 21/03/2020 11:19:25

    COVID-19: Conselho da Juventude intensifica campanha de sensibilização

    Moçâmedes - O Conselho Provincial da Juventude no Namibe realizou hoje, sábado, no Mercado 5 de Abril, na cidade de Moçâmedes, uma intensa campanha de sensibilização da população sobre os métodos de prevenção do coronavírus(covid-19).

  • 21/03/2020 04:33:13

    COVID-19: Síntese Nacional

    Luanda - O representante interino da Organização Mundial da Saúde (OMS) em Angola, Javier Aaramburu, desmentiu informações veiculadas nalguma Media e redes sociais sobre a existência de casos positivos do novo coronavírus (Covid-19) no país.

  • 20/03/2020 19:15:23

    COVID-19: Executivo quer atitudes individuais dignas

    Luanda - A ministra de Estado para Acção Social, Carolina Cerqueira, considerou crucial, nesta sexta-feira, pautar-se por comportamentos individuais salutares, com vista a prevenção da entrada e propagação do novo Coronavírus (Covid-19) em Angola.