Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

28 Março de 2020 | 21h46 - Actualizado em 28 Março de 2020 | 21h50

Covid-19: EUA concede 570 mil dólares para assistência médica no país

Luanda - Angola vai beneficiar de assistência médica no valor de 570 mil dólares e de apoio no fornecimento de água, saneamento e comunicação de riscos, anunciou hoje o Departamento de Estado norte-americano.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Dístico do COVID-19, novo Coronavírus

Foto: Divulgação

Segundo uma nota de imprensa do Governo dos EUA, esta acção inscreve-se nos esforços de combate ao novo coronavírus (Covid-19) e visa igualmente apoiar na prevenção e controlo de infecções nos principais centros de saúde de Angola.

“Esta assistência é um adicional aos investimentos de longo prazo dos EUA em Angola, que incluem USD 613 milhões de dólares em assistência à saúde e USD 1,48 mil milhões em investimentos totais nos últimos 20 anos”, lê-se no documento.

Os Estados Unidos mobilizam os recursos necessários para responder rapidamente à pandemia de Covid-19 dentro do seu território e nos outros países.

Como parte dessa resposta, o Departamento de Estado e a Agência norte-americana para o Desenvolvimento Internacional (USAID) fornecem um investimento inicial de quase USD 274 milhões em assistência humanitária e médica de emergência para ajudar os países necessitados, além do financiamento que já tem canalizado a organizações multilaterais, como a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o UNICEF.

Até agora, esse total inclui quase USD 100 milhões em assistência médica de emergência do Fundo Global de Reserva para Emergências em Saúde da USAID e USD 110 milhões em assistência humanitária da Conta Internacional de Assistência a Desastres da USAID a serem fornecidos a até 64 dos países em maior risco durante a pandemia global.

Por intermédio do sector de População, Refugiados e Migração do Departamento de Estado americano, a Agência das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) vai receber USD 64 milhões em assistência humanitária para ajudar alguns dos povos mais vulneráveis do mundo, que já vivem em situações de crise humanitária e enfrentam as ameaças apresentadas pela Covid-19.

As agências governamentais dos EUA estão a trabalhar juntas para priorizar a assistência externa com base na coordenação e no potencial de impacto.

Assuntos Angola   Cooperação   Saúde  

Leia também
  • 29/03/2020 10:35:11

    Covid-19: Angola acelera testes

    Luanda - Angola está em condições para, a partir deste domingo, realizar entre 50 e 100 testes diários a cidadãos suspeitos de infecção por coronavírus, anunciou, sábado, a ministra da Saúde, Sílvia Lutukuta.

  • 28/03/2020 22:23:25

    Covid-19: Morte suspeita em investigação clínica

    Luanda - As amostras do cidadão angolano que faleceu, este sábado, na clínica Girassol, estão em processamento laboratorial, para se apurar a real causa da morte, informou hoje a ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta.

  • 28/03/2020 20:50:29

    COVID-19: Quilengues prepara escola para centro de quarentena

    Quilengues - Uma escola de 12 salas de aulas do ensino primário, arredores da sede municipal de Quilengues, na província da Huíla, tem as condições criadas para servir de posto satélite ao da cidade do Lubango, de ratreio e de quarentena, tendo em conta a prevenção ao Covid-19.