Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

12 Maio de 2020 | 16h25 - Actualizado em 13 Maio de 2020 | 09h02

ORDENFA reitera atenção a prevenção de doenças

Malanje - O representante do Núcleo da Ordem dos Enfermeiros de Angola em Malanje (ORDENFA), Alberto Gugu, reiterou, nesta terça-feira, a necessidade de se redobrar os esforços e medidas de prevenção das doenças.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Em declarações à Angop por ocasião do 12 de Maio, Dia Internacional do Enfermeiro, Alberto Gugu considerou espinhosa e de risco a profissão de enfermagem, por isso requerer zelo no manuseio de doenças, mormente as infecto-contagiosas.

Alberto Gugu aconselhou os técnicos a manter a amabilidade e coragem na gestão dos possíveis casos de covid-19, tendo em conta que estão expostos ao risco de contágio da doença.

“Apelamos os enfermeiros no sentido de gerirem bem os casos da pandemia, cumprindo com as medidas de biossegurança, distanciamento diante do paciente e diferenciação dos sinais e sintomas dos pacientes para não se confundir outras patologias de fórum respiratório com a covid-19”, disse.

Em relação as visitas efectuadas a unidades sanitárias, disse que serviram para velar pela humanização dos serviços, biossegurança dos enfermeiros, gestão hospitalar, responsabilidade e condições de trabalho do enfermeiro.

Durante a jornada de compa nos centros de saúde da Fera, Catepa II e da localidade do Quésua, disse ter constatado dificuldades de água, uma preocupação a ser levada as estruturas superiores para a devida resolução.

Por seu turno, os responsáveis das unidades consideraram ainda haver insuficiência de enfermeiros e médicos para atender a demanda da população, embora esteja reduzido nos últimos dias o número de pacientes devido o cancelamento de algumas consultas face a situação da covid-19.

A chefe do Centro de Saúde da Catepa II, Domingas Sebastião, disse que apesar da insuficiência de quadros são dadas respostas oportunas aos casos que dão entrada na instituição, numa média diária de 200 pacientes, com a malária, doenças diarréicas e respiratórias agudas a liderar as ocorrências.

Acrescentou que, nesta altura, algumas áreas como de Raio X e Odontologia não funcionam por falta de técnicos, apesar dos serviços estarem disponíveis, para além de se registar insuficiência de especialistas em medicina geral, ginecologia-obstetrícia e vacinação.

A jornada dos membros da ORDENFA culminou no posto de tratamento de casos de coronavírus instalado no centro de saúde do bairro Cahala.

Em todas as unidades visitadas foram doadas máscaras faciais e luvas para os técnicos.

A ORDENFA em Malanje conta actualmente com cerca de 5 mil enfermeiros inscritos.

Leia também
  • 10/05/2020 20:52:34

    Covid-19: Domésticas retornam ao serviço

    Luanda - Os empregados domésticos, até então dispensados por força do Estado de Emergência que o país vive desde o dia 27 de Março, já podem retomar as suas actividades, a partir desta segunda-feira, nos termos do mais recente Decreto Presidencial sobre o novo período de isolamento social.

  • 08/05/2020 21:38:53

    Médicos detidos por morte de paciente em Malanje

    Malanje - Dois médicos encontram-se detidos desde quinta-feira em Malanje, por, supostamente, terem abandonado o turno de serviço, o que resultou na morte de um paciente de 80 anos.

  • 08/05/2020 20:53:53

    Covid-19: Médicos cubanos já em Malanje

    Malanje - Os quinze médicos cubanos indicados para a província de Malanje, no quadro do combate e prevenção à covid-19, chegaram hoje (sexta-feira) nesta cidade.