Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

02 Junho de 2020 | 18h04 - Actualizado em 02 Junho de 2020 | 18h04

Consultas pré-natais beneficiam três mil gestantes no Lobito

Lobito - Três mil e 804 mulheres gestantes aderiu às consultas pré-natais, de Janeiro a Março do corrente ano, no município do Lobito, a norte da província de Benguela, menos cinco que no mesmo período de 2019.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Parturientes (foto ilustrativa)

Foto: Belarmina Paulino (huíla)

Falando hoje (terça-feira) à Angop, o chefe de Secção Municipal da Saúde Pública, Simão Tchissococua, apontou o dedo ao confinamento domiciliar, no âmbito do Estado de Emergência, que vigorou até 25 de Maio, como um dos factores associados ao número reduzido de mulheres no pré-natal neste intervalo de tempo.

Acrescentou que a consulta pré-pré natal visa dar assistência médica e medicamentosa para gestante, desde o começo da gravidez até ao parto, razão pela qual as mulheres beneficiaram de suplementos de ferro e ácido fólico e ainda vitamina A, após dar à luz.

Segundo ele, é recomendável que a mulher frequente regularmente a consulta pós-parto, assim permitindo administrar a vacina pentavalente que protege o recém-nascido contra cinco doenças comuns nesta fase da vida, nomeadamente difteria, tétano, meningite, tosse convulsiva e hepatite B.

Embora se tenha escusado a adiantar o número de partos realizados neste período, a fonte referiu que as unidades sanitárias imunizaram, de Janeiro a Março de 2020, um total de 61 mil e 420 recém-nascidos, no intuito de as prevenir contra as patologias já referidas.

Aproveitou, ainda, a oportunidade para apelar às mulheres em gestação a iniciarem a consulta, visando assegurar a sua saúde e a do bebé, evitando deste modo complicações no parto.

A maternidade do Hospital Regional do Lobito é a principal unidade sanitária para trabalhos de parto. Para tal, conta com 104 camas, quatro médicos gineco-obstetras e mais de 25 parteiras. Além disso, as gestantes podem recorrer ao Centro Materno-Infantil da Bela Vista ou aos postos e centros de saúde, na periferia, para dar à luz.

Leia também
  • 02/06/2020 14:05:40

    Aumentam casos de malária no Lobito

    Lobito - As autoridades sanitárias do município do Lobito, na província de Benguela, registaram, no primeiro trimestre deste ano, 31 mil e 974 casos de malária, mais 10 mil e 309 em relação ao igual período de 2019, soube hoje, terça-feira, a ANGOP.

  • 22/05/2020 19:53:02

    Covid-19: Máscaras caseiras "salvam" famílias pobres

    Lobito - Em tempo de pandemia, a produção de máscaras caseiras, para a prevenção da Covid-19, transformou-se na principal fonte de renda de muitas famílias em situação de vulnerabilidade na periferia do Lobito, província de Benguela.

  • 21/05/2020 17:11:07

    Lobito reduz número de mortes por tuberculose

    Lobito - Três pessoas morreram por tuberculose, desde Janeiro até à presente data, no município do Lobito, província de Benguela, menos trinta e duas vítimas mortais da doença face ao mesmo período de 2019, informou hoje, quinta-feira, à ANGOP fonte sanitária.