Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

08 Agosto de 2020 | 19h00 - Actualizado em 09 Agosto de 2020 | 12h54

Covid-19: Uso incorrecto de máscara dá multa

Luanda - O uso incorrecto da máscara facial será punido com uma multa entre 5 mil e 10 mil kwanzas, anunciou sete sábado ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República, Adão de Almeida.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República, Adão de Almeida

Foto: Domingos Cardoso

De acordo com o ministro, que fazia a apresentação das novas medidas adoptadas pelo Governo angolano no âmbito do combate e prevenção contra a Covid-19, pretende-se com isso obrigar as pessoas a usarem correctamente a máscara facial, cobrindo a boca e o nariz.

Disse, igualmente, ser obrigatório o uso da máscara facial mesmo nas viaturas particulares, para além dos locais públicos. A medida faz parte do pacote das orientações sobre as acções de protecção individual.

As novas medidas anunciadas hoje vão vigorar entre 10 deste mês e 08 de Setembro.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 08/08/2020 23:59:19

    Covid-19: Síntese Nacional

    Luanda - O boletim epidemiológico nacional registou, até às 19 horas deste sábado, 34 novos casos positivos, três óbitos e 17 recuperações de doentes.

  • 08/08/2020 19:45:21

    Covid-19: Angola com mais três óbitos, 34 infectados e 17 recuperados

    Luanda - As autoridades sanitárias angolanas anunciaram sábado a morte de três pessoas e o registo de 34 novos casos positivos de Covid-19, bem como a recuperação de 17 pacientes, nas últimas 24 horas.

  • 08/08/2020 19:16:30

    Covid-19: Doentes assintomáticos tratados em casa

    Luanda - Os doentes assintomáticos passarão, a partir de 15 deste mês, ser tratados nas suas residências, anunciou este sábado, em Luanda, o ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República, Adão Almeida.