Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

01 Outubro de 2020 | 17h57 - Actualizado em 02 Outubro de 2020 | 13h20

Óbitos por malária reduzem no hospital pediátrico

Saurimo - Doze crianças morreram no hospital pediátrico da Lunda Sul vítimas de malária, durante o primeiro semestre do corrente ano, contra as 24 do igual período de 2019, informou hoje, quinta-feira, o director da unidade sanitária, Frederico de Nascimento.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Em declarações à Angop, Frederico de Nascimento fez saber que as campanhas de sensibilização sobre educação à saúde, a distribuição de mosquiteiros, bem como a época seca, contribuíram na redução dos óbitos.

Apesar da redução dos óbitos, a responsável fez saber que a chegada tardia à unidade sanitária contribui também para alguns casos de falecimento dos petizes.

Acrescentou que a malária continua a liderar a lista das doenças mais frequentes no hospital, tendo registado, durante o período em referência, 13 mil e 202 casos, dos 26 mil e 44 pacientes atendidos.

O director apontou também, como patologias frequentes, as doenças diarreicas e respiratórias agudas, cujo registo total foi de 11 mil 472 casos.

No mesmo período, segundo Frederico de Nascimento, o hospital registou mil e 372 casos de anemia severa, que foram submetidos a transfusões sanguíneas, por apresentar hemoglobina abaixo de cinco.

Apontou os maus hábitos alimentares das famílias e a malária como sendo uma das principais causas da anemia severa nas crianças.

Apelou as famílias a pautarem por uma alimentação saudável e diversificada à base de ervas e legumes, de modos a que o organismo dos petizes ganhe imunidades.

Desde Maio último que o Hospital Pediátrico da Lunda Sul funciona numa nova estrutura com 70 camas para o internamento, um laboratório, dois consultórios, serviços administrativos, com a capacidade para atender 80 pessoas/dia.

O município de Saurimo conta com uma população estimada em 442 mil 437 habitantes.

Leia também
  • 02/10/2020 13:04:03

    Covid-19: Huíla aguarda por mais de 500 resultados

    Lubango - Pelo menos 519 amostras foram enviadas no mês de Setembro pela província da Huíla, para análise em laboratórios de biologia molecular de Benguela e Luanda, estando-se a aguardar pelos resultados de RT-PCR, para despistar casos da covid-19.

  • 02/10/2020 12:48:11

    Covid-19: Huíla reforça equipa de vigilância epidemiológica

    Lubango - A equipa de vigilância epidemiológica da Huíla será reforçada, em breve, com seis técnicos, já em formação, para reduzir a carga horária dos 16 especialistas que trabalham ininterruptamente desde Março do ano em curso.

  • 01/10/2020 21:38:22

    Covid-19: Angola com 74 óbitos em Setembro

    Luanda - Angola notificou um aumento exponencial de mortes por Covid-19 no mês de Setembro, num total de 74 óbitos (o país regista 185 mortes), mais 20 em comparação com Agosto, representando 38 por cento.

  • 01/10/2020 20:17:30

    Covid-19: Quatro angolanos recuperados em Portugal

    Lisboa - Quatro angolanos, que se encontram em Portugal, foram recuperados da Covid-19 hoje, quinta-feira, informaram as autoridades sanitárias portuguesas.