Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

17 Outubro de 2020 | 15h14 - Actualizado em 17 Outubro de 2020 | 19h58

Região Norte delibera afastamento da bastonária da ORMED

Luanda - O Conselho Regional Norte da Ordem dos Médicos de Angola (ORMED) deliberou neste sábado, em Assembleia-Geral Extraordinária, a destituição da bastonária do órgão, Elisa Gaspar.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bastonária da Ordem dos Médicos de Angola, Elisa Gaspar, destituída do cargo

Foto: Pedro Parente

Na base da decisão estão, entre várias causas, um suposto desvio de 19 milhões de kwanzas, denúncia que a mesma considerou falsa, em declarações ao Novo Jornal, na edição de 11 de Setembro último. 

Médica pediatra-neonatologista, Elisa Gaspar foi eleita bastonária da Ordem dos Médicos de Angola (ORMED) a 28 de Abril de 2019, tendo obtido 45,5 por cento dos votos. 

A eleição teve como característica principal uma abstenção de 71 por cento dos eleitores, a nível nacional, com a participação de apenas 2.086 dos sete mil médicos inscritos na ORMED.

(Segue Desenvolvimento)

Assuntos Saúde  

Leia também
  • 17/10/2020 19:45:11

    Covid-19: Angola anuncia mais 240 novos casos e 10 recuperados

    Luanda - As autoridades sanitárias anunciaram o registo, nas últimas 24 horas, de mais 240 novas infecções, sete óbitos e 10 pacientes recuperados.

  • 17/10/2020 16:38:24

    Ministra reafirma comprometimento na melhoria da saúde no país

    Saurimo - A inauguração de duas unidades sanitárias na província da Lunda Sul, nomeadamente o hospital geral e a maternidade provincial, mostram claramente o comprometimento do Executivo angolano em melhorar o sistema de saúde no país.

  • 17/10/2020 16:11:36

    Huíla: Parteiras tradicionais concluem formação na Matala

    Matala - Pelo menos 237 parteiras tradicionais do município da Matala, província da Huíla, concluíram hoje o quarto curso da especialidade, com o objectivo de elevarem os seus níveis de conhecimento, para melhorarem a prestação de serviços e reduzir a mortalidade materno-infantil nas comunidades.