Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

11 Novembro de 2010 | 10h00 - Actualizado em 11 Novembro de 2010 | 09h59

Apurada data da fundação do município de Kalandula

Malanje

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar


Malanje - As autoridades tradicionais, historiadores, sociólogos, juristas e entidades religiosas do município de Kalandula concluíram, quarta-feira, na circunscrição, que o dia 2 de Setembro de 1929 é a verdadeira data da fundação da região.


A resolução saiu no final do colóquio sobre “A origem histórica da vila de Kalandula, perspectivas do seu desenvolvimento económico e social e a entidade cultural do seu povo", decorrido nos dias 9 e 10 deste mês na localidade.


O  dia 2 de Setembro de 1929, de acordo com as conclusões do encontro, é comprovada no Decreto lei 449 do boletim oficial nº 35 da então administração colonial do distrito de Kalandula.


A aprovação da data foi baseada em pesquisas científicas, recolha de provas testemunhais e documentais, recolhidas durante o colóquio.


Por este facto, o encontro recomendou a prossecução dos estudos e pesquisas científicas e recolha de dados sobre as descobertas históricas relacionadas com as fundações das comunas do Kota, Kinje,Kuale e Kateco Kangola,  afectas ao município de Kalandula.


Finalmente, o colóquio saudou o 11 de Novembro, Dia da Independência Nacional, tendo instado a população do município de Kalandula a participar,  de forma massiva, nas actividades alusivas à efeméride.


Durante o colóquio, promovido pela administração municipal de Kalandula, os participantes abordaram matérias relacionadas com o perfil histórico do município de Kalandula e a entidade cultural do seu povo.


A história da pousada de Kalandula e o seu desenvolvimento, documentação colonial comprovativa, a fundação da vila do Duque de Bragança-Bolitim Oficial, despachos relatórios e actas, foram outras matérias afloradas.


A ordem de serviços e recortes de imprensa, perspectivas do desenvolvimento económico e social do município, no âmbito da autonomia administrativa e financeira dentro do actual quadro jurídico-legal, fizeram também parte das matérias abordadas na conferência.


O colóquio contou com a participação de autoridades tradicionais, historiadores, sociólogos, juristas e entidades religiosas, membros de associações e representantes da sociedade civil da província de Malanje e do município de Kalandula.

Assuntos Província » Malanje  

Leia também
  • 05/02/2019 17:25:45

    Escolas de condução de Malanje sem equipamento multimédia

    Malanje - As escolas de condução da província de Malanje carecem de equipamento multimédia para as aulas e os exames teóricos de condução, sistema que facilita o trabalho dos instrutores, assim como garante mais destreza e conhecimento aos alunos.

  • 04/02/2019 17:52:09

    Serviços de saúde mais próximo dos habitantes de Ngola Luije

    Malanje - Um centro de saúde, com serviços de pediatria, medicina, pré-natal e parto, foi inaugurado hoje (segunda-feira), na comuna de Ngola Luije, município de Malanje, visando aproximar os serviços sanitários à população.

  • 03/02/2019 16:23:36

    Empresário português morto por meliantes em sua residência

    Malanje - O cidadão de nacionalidade portuguesa, empresário do ramo hoteleiro, Adérito Florêncio Teté, de 78 anos de idade, foi morto na madrugada deste domingo por meliantes no interior da sua residência, nesta cidade.

  • 02/02/2019 19:34:26

    Malanje: Escassez de equipamentos e finanças dificultam recolha de lixo

    Malanje - O administrador municipal de Malanje, João de Assunção, declarou hoje, sábado, que a escassez de equipamentos e de recursos financeiros está a dificultar, sobremaneira, a recolha de resíduos sólidos nos bairros periféricos da cidade, resultando no acumulo de lixo pelas artérias do casco urbano.