Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

31 Agosto de 2011 | 13h03 - Actualizado em 31 Agosto de 2011 | 15h10

Cidade do Kuito comemora hoje 86 anos

Efeméride

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Vista parcial da cidade do Kuito

Foto: Angop

Kuito - O município do Kuito, capital da província do Bié, comemora hoje, 31 de Agosto, 86 anos desde que foi elevada, em 1925, à categoria de cidade, sob proposta dos seus habitantes.


 
O Kuito, denominado anteriormente por Silva Porto, é um dos nove municípios que compõem a província do Bié e está situado no planalto central de Angola, a 82 quilómetros do centro geodésico do país.


 
Habitam na cidade do Kuito vários grupos etnolinguísticos, sendo a maior parte  ovimbundos e outros em menor quantidade como os ovinganguelas, tchokwes, songos e outros, habitam  a capital biena, devido ao conflito armado que o país viveu.


 
A tradição dos povos da região não se difere muito das outras localidades da província, caracterizada pelos usos e costumes e a gastronomia local associando-se a vários tipos de dança como Ocatita, Sawoia, Tchianda, Omenda, entre outras, bem como os seus rituais tradicionais.


 
Antes da chegada dos portugueses naquela parcela do país, o tratamento das doenças era feito tradicionalmente. Em 1931 foi construído o hospital indígena (actual hospital provincial) que só atendia pessoas que faziam parte da classe dos assimilados.


 
Anos depois, surgiram as missões do Kamundogo e Chilonda (da Igreja Evangélica Congregacional de Angola) e a da Chanhora, pertencente a igreja Católica, que   contribuíram bastante na assistência sanitária à população local, bem como no processo de ensino e aprendizagem.


 
A semelhança das outras localidades do país, o Início da Luta Armada, a 4 de Fevereiro de 1961, e consequentemente a proclamação da Independência Nacional, a 11 de Novembro de 1975, determinou o fim do regime da administração colonial no país.


 
Actualmente, a cidade do Kuito regista melhorias significativas, ruas e passeios reabilitados, residências em reabilitação, jardins recuperados, iluminação pública melhorada e fornecimento de agua potável em dia, fruto da implementação e execução de programas do executivo.


 
Quanto ao sistema bancário, o Kuito foi reforçado com quatro agências do Banco de Poupança e Crédito (BPC), dois do Banco Sol, e do Banco de Fomento Angola, Banco Bic, Millennium e BAI.

 
O governo, através da administração municipal, está igualmente a trabalhar para o aumento da produção agrícola, pesca artesanal, exploração de madeireira entre outras actividades de âmbito social e económica da região.


 
O relevo do Kuito é constituído por áreas intercaladas por pequenas e grandes matas com um solo arável e fértil. Por possuir terras aráveis, a população do município do Kuito, é maioritariamente camponesa e dedica-se a agricultura de subsistência, criação de gado, apicultura e caça, sendo os produtos mais cultivados o milho, mandioca, feijão trigo, arroz e hortícolas diversas.


 
Possui rios como o Kuito, Kunje, Kuquema e Kuche que possibilitam o exercício da pesca continenta. A flora do Kuito é caracterizada por pequenas árvores e arbustos como a Mulembeira, Ongoti, Omanda, Otchandala, Umbombo, Ussongue, Ometi entre outras e a sua fauna é composta por repteis como lagarticha (ekangala), cobras de várias espécies, topeiras (onete), jibóias (omoma), coelhos (ondimba), cabra do mato (ombambi), entre outros,


 
Habitam ainda nesta região animais como leão (ohosi), onça (ongue), perdiz (onguali), hipopótamos (ongueve), jacaré (ongandu), rola(onende), galinha do mato (ohanga), entre outros. 


 
Fazem parte do município do Kuito, as comunas do Kunje, Trumba, Chicala e Cambandua com uma extensão de 4.814 quilómetros quadrados e uma população estimada em mais de um milhão de habitantes, distribuídos em quatro comunas.


 
Actualmente, o município do Kuito beneficia dos sinais da emissora provincial da rádio nacional de Angola, através do centro emissor de alta potencia, assim como dos canais 1 e 2 da Televisão Pública de Angola.


 
As religiões mais predominantes são a Católica, Evangélica Congregacional, Assembleia de Deus Pentecostal, Adventista do Sétimo dia, Evangélica dos Irmãos, Igreiga Universal do Reino de Deus, Igreja do Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo, Testemunhas de Jeová, entre outras.

Administrativamente, o Kuito faz fronteira, a norte com o município do Kunhinga, a leste com o  Katabola, a oeste com o Chinguar e a sul com o município do Chitembo.


 
Do programa comemorativo, consta inaugurações de diversas infra-estruturas sociais, assim como a realização de actividades desportivas, culturais e recreativas.
 

Assuntos Província » Bié  

Leia também
  • 05/02/2019 16:24:27

    Jovens beneficiam de formação em artes e oficios no Cuito

    Cuito - Trezentas raparigas serão matriculadas na segunda acção formativa a ser promovida pela Igreja Evangélica de Angola (IECA), no Bié, com a inclusão dos cursos de decoração e corte e costura.

  • 01/02/2019 19:54:01

    Marido mata esposa com golpes de enxada no Bié

    Cuito - Uma jovem, de 30 anos de idade, foi morta com golpes de enxada na cabeça, quarta-feira, na comuna de Sande, no município de Catabola, província do Bié, supostamente pelo marido, devido a um desentendimento entre ambos ocorrido numa lavra.

  • 01/02/2019 12:27:43

    Chuva causa dois mortos na aldeia de Chinquendula

    Chinguar - Duas pessoas morreram em consequência da forte chuva que caiu quinta-feira, na localidade de Chiquendula, município do Chinguar, 75 quilómetros a Oeste da cidade do Cuito, província do Bié.

  • 31/01/2019 23:26:57

    Recolhidos mais 438 mil metros cúbicos de resíduos sólidos no Cuito

    Cuito - Quatrocentos e trinta e oito mil, 650 metros cúbicos de resíduos sólidos foram recolhidos no município do Cuito, província do Bié, em 2018, pela administração local, através dos serviços básicos da administração local.