Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

04 Dezembro de 2012 | 14h28 - Actualizado em 04 Dezembro de 2012 | 14h27

ANSA apela ao reconhecimento e aprovação da língua gestual

Comunicação

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luanda – O presidente da Associação Nacional de Surdos de Angola (ANSA), Joaquim Barros apelou hoje, terça-feira, em Luanda, à necessidade das autoridades no país aprovarem e reconhecerem a Língua Gestual Angolana (LGA), dada a sua importância no processo de socialização e comunicação dos deficientes auditivos na sociedade.


De acordo com o presidente, que falava numa conferência de imprensa na qual se abordaram questões inerentes à necessidade de reconhecimento e aprovação da Língua Gestual, a comunicação é indispensável para esta franja da sociedade.


A legislação angolana, disse, garante o direito à educação e informação para todos, sem exclusão.


Joaquim Barros avançou que para garantir o direito à educação e informação para os surdos é indispensável realçar a via, o meio e os instrumentos que permitam que tais factores aconteçam.


“Estamos a nos referir à forma de comunicação sem a qual é impossível educação, informação e comunicação que é a Linguagem Gestual Angolana”, referiu.


Segundo disse, a não aprovação da Língua Gestual provocará sempre uma barreira de comunicação que resulta da falta de intérprete dessa língua nas instituições públicas, e a sua não implementação nas escolas do ensino geral como disciplina.


“Do encontro que tivemos com o Ministério do Interior aprovou-se a formação em Língua Gestual para os agentes policiais da ordem pública, mas aguarda-se até ao momento para a conclusão do projecto”, informou.


Como planos futuros para a ANSA, Joaquim Barros destacou que a sua associação tem perspectivas de fortalecer as relações com as organizações governamentais e não governamentais com o objectivo de se criar parceria e projectos concretos em torno da aprovação da Língua Gestual.


Língua Gestual Angolana (LGA) é a língua através da qual grande parte da comunidade surda, em Angola,  se comunica entre si. É processada através de gestos sistematizados e a sua captação é visual.


É usada, não apenas pela comunidade surda, mas também por toda a comunidade envolvente e interessada em aprender, como familiares de surdos, educadores, professores, técnicos, entre outros.