Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

17 Abril de 2012 | 15h27 - Actualizado em 17 Abril de 2012 | 15h26

GIZ FormPRO realiza workshop sobre formação de potencial empreendedor

Workshop

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luanda - A organização não-governamental Cooperação Internacional para o Desenvolvimento Sustentável da República Federal Alemã (GIZ FormPRO), em simultâneo com o Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFOP), realiza, de 18 a 20 deste mês, no auditório do Centro Nacional de Formação de Formadores, Luanda, um workshop sobre “Identificação de potencialidades para ser empreendedor”.

De acordo com uma nota da FormPRO, chegada hoje à Angop, a iniciativa visa expressar a ideia de implementar esta acção formativa, devido a uma análise organizacional realizada em 2011, com algumas instituições de empreendedorismo de Luanda.

O Programa de Formação Profissional para o Mercado de Trabalho é um projecto bilateral entre Angola e a República da Alemanha, sendo a parte angolana representada pelo Ministério da Administração Pública, Emprego e Segurança Social (MAPESS) e o Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFOP). Pela parte alemã representa o Ministério Federal da Cooperação Económica e o Desenvolvimento (BMZ).

Informa igualmente que a Cooperação Internacional para o Desenvolvimento Sustentável da República Federal alemã (GIZ) foi incumbida da implementação do projecto e em conjunto com actores estatais (do sector económico, câmaras de comércio e indústria, associações, empresas) e a sociedade civil, até Dezembro de 2012.

Refere a nota que o objectivo do curso não é transmitir conteúdos teóricos de empreendedorismo, mas mostrar a metodologia de como transmitir estes conteúdos de forma participativa e prática.

Acrescenta que o curso implementado poderá futuramente representar uma pré-condição, antes de iniciar um curso no ramo de empreendedorismo e gestão de negócios.

O curso posteriormente vai integrar a formação técnica de empreendedorismo e outros cursos afins, pelos centros de formação profissional, como forma de mostrar aos formandos que o auto-emprego é uma opção para integrar no mercado de trabalho.

Os cursos a serem ministrados serão implementados numa primeira fase pelas consultoras internacionais, destinadas a formadores de empreendedorismo dos Centros de empreendedorismo do Cazenga, Kicolo, Viana, Incubadora de empresas de Luanda e do INEFOP.