Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

02 Janeiro de 2013 | 16h14 - Actualizado em 02 Janeiro de 2013 | 16h14

Criada comissão multissectorial de apoio às vítimas do incidente da Cidadela

GPL

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luanda – O governador provincial de Luanda criou hoje, quarta-feira, uma comissão multissectorial para apoiar as vítimas do incidente ocorrido na passagem de ano, durante uma vigília da Igreja Universal do Reino de Deus, sob o lema “Dia do Fim” e que causou a morte, supostamente por asfixia, de 13 pessoas.

A informação foi prestada à imprensa, pela directora provincial da Saúde, Rosa Bessa, no final de uma reunião presidida pelo governador provincial, Bento Bento, visando avaliar o grau de operatividade das diferentes estruturas que estiveram empenhadas numa quadra festiva tranquila.

De acordo com a directora, a comissão é integrada pelas áreas da cultura, saúde, família e promoção da mulher, polícia, protecção civil e bombeiros, secretária geral do governo e comunicação social.

Rosa Bessa fez saber que foram assistidas, no mesmo dia, um total de 140 pessoas, treze morreram, entre as quais três crianças, tendo por este facto apelado aos pais a evitarem levar crianças para locais de grande aglomeração populacional. A maioria dos assistidos já teve alta.

“Podemos constatar com preocupação e desagrado que, uma única mãe fazia-se acompanhar de quatro ou cinco crianças, algumas com apenas dias de vida, e que eram incapazes de as controlar, dado o elevado número de pessoas presentes”, disse.

O incidente ocorreu à entrada do Estádio Nacional da Cidadela Desportiva, local que acolheu uma vigília da Igreja Universal do Reino de Deus, designada "Vigília da virada – Dia do Fim", quando fiéis se preparavam para aceder ao recinto.