Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

13 Maio de 2013 | 21h51 - Actualizado em 14 Maio de 2013 | 08h14

Executivo vai investir mais de AKZ 2 triliões no sector da energia e águas

Investimento

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luanda - O ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, anunciou hoje, em Luanda, que o Executivo investirá nos próximos cincos anos perto de dois triliões de kwanzas no sector, para melhorar a distribuição a nível de todo país.

O responsável deu essa informação no acto de apresentação da primeira Conferência Internacional sobre Energia e Águas, que decorrera em Angola de 25 a 27 do mês de Setembro, tendo explicado que este investimento vai de 2013 a 2017.

Segundo a fonte, pretende-se com essa aposta promover o desenvolvimento e melhorar a distribuição da água e energia à população em todo o país, nos próximos anos.

Explicou que o desenvolvimento dos dois subsectores foi identificado e os projectos prioritários e estruturais têm sido feitos, assim como a respectiva avaliação orçamental de programação, com base neste pressupostos.

Garantiu que o Executivo, ao promover esta conferência internacional, tem por objectivo dar a conhecer o trabalho que vem sendo desenvolvido e ao mesmo tempo recolher das organizações internacionais e parceiros as melhores práticas e temas sobre os sectores da energia e águas.

João Batista Borges deu a conhecer que a intenção do seu sector é transformar esta conferência numa referência regional, com uma periodicidade bienal, assumindo no futuro uma componente mais técnicas e cientifica.

Informou que o ministério pretende ainda tornar a conferência reconhecida nos meios científicos e tecnológicos internacionais, garantido que, alem de discutir as melhores práticas, querem atrair investigadores de grande qualidades, para discutir com os técnicos do sector da energia e aguas nacional assuntos mais relevantes na agenda de investigação.

Segundo o ministro, para esta primeira edição o Executivo trabalhou forte organização e foram convidados especialistas internacionais de renome, dos sectores da energia e águas.

Dada a sua experiência, estes ajudarão a tornar a primeira edição uma referência no panorama nacional e ajudarão a divulgar o evento no exterior, garantido que as próximas edições atraiam a atenção da comunidades internacional.

Garantiu que a vinda de especialistas de renome terá um impacto a nível da investigação cientifica em Angola e a conferência, na sua primeira edição, contará com a presentação de técnicos que discutirão assuntos relevantes da agenda científica de ambas as áreas, que será uma motivação extra e uma troca proveitosa entre investigadores internacionais e nacionais.

A primeira Feira Internacional Sobre Energia e Águas decorrerá de 25 a 27 de Setembro, nas instalações do Centro de Convenções de Talatona, em Luanda, devendo debater temas sobre o desenvolvimento do sector da energia e águas.

Contará com a participação de representantes de sete países.