Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

04 Outubro de 2013 | 13h00 - Actualizado em 04 Outubro de 2013 | 13h01

Rádio Nacional de Angola comemora 37 anos de existência

A Rádio Nacional de Angola (RNA) comemora sábado, 5 de Outubro, o trigésimo sétimo aniversário desde que, em 1976, o primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto, efectuou uma visita às suas instalações.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Logotipo da RNA

Foto: Pesquisa

Como empresa pública, a RNA tem como objectivos, dentre outros, contribuir para a informação do público, garantindo aos cidadãos o direito de se informar, sem impedimentos nem discriminações.


A promoção da cidadania, dos bons costumes, da solidariedade humana, dos valores culturais nacionais, o incentivo ao estudo e à descoberta permanente e a promoção do trabalho são, igualmente, objectivos da RNA.

A RNA é um garante da liberdade de expressão e promotor do confronto de diferentes correntes de opinião, através do estímulo à criação e à livre expressão do pensamento e dos valores políticos, culturais, linguísticos, técnicos e outros.


Em nenhum momento a RNA divulgará qualquer informação sem confirmação da sua veracidade e, como valor nuclear de trabalho, não fará devassa à vida particular alheia.

O objectivo supremo da RNA é servir o povo angolano, velar pela promoção da angolanidade, e reflectir todos os valores que perseguem a defesa da soberania e integridade nacionais.

A nível Nacional, a RNA possui em cada capital provincial uma Emissora, num total de 18, as quais se juntam as Emissoras Regionais do Lobito (Benguela) e Soyo (Zaire) e os Postos Fixos do Tômbwa (Namibe), Negage (Uige) e do Dondo (Kwanza Norte).

A RNA integra 62 centros de trabalho: 6 emissoras locais, 18 provinciais, sete regionais, 30 Centros de Transmissão e um Centro de Formação, cuja produção diária é de 24, 18 e 12 horas, respectivamente.
 

Para além da língua portuguesa emite em 12 línguas nacionais a partir de Luanda e 59 a partir das Emissoras Provinciais. A programação Internacional é feita em Português, Inglês, Francês e Lingala.
 

A cobertura é feita por uma rede nacional de emissores, sendo 61 de frequência modulada (FM), 23 de Ondas Médias (OM) e 10 de Ondas Curtas (OC). Este suporte técnico é complementado com 84 estúdios de emissão e montagem e 50 grupos heterogéneos para fornecimento de energia, tida como fonte primária na maior parte das Províncias

A RNA dispõe, em Luanda, de alguns canais de emissão, tal como o Canal A, uma emissão nacional, que funciona 24 sobre 24 horas. Serve para informação, entretenimento, cultura, desporto. É de diferentes abordagens. É um canal generalista e o porta-estandarte do grupo RNA.

Tem ainda a Rádio N'gola Yetu, emite para todo o país em 12 línguas nacionais, a Rádio Luanda, emite ininterruptamente para a capital e arredores, Rádio 5, canal desportivo e emite para Luanda e outras províncias, e a Rádio FM Estério, canal estereofónico inteiramente musical. Possui ainda as Rádios Viana e Escola.

 
A RNA é dirigida por um Conselho de Administração, cujo presidente é Henriques Manuel João dos Santos, nomeado em Junho de 2012 pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos.

Assuntos Efeméride  

Leia também