Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

05 Janeiro de 2014 | 03h04 - Actualizado em 05 Janeiro de 2014 | 03h03

Moxico: População do Lóvua abandona Comuna

Cazombo - A população da comuna de Lóvua, 134 quilómetros a nordeste de Cazombo, município do Alto - Zambeze (Moxico), tem vindo, paulatinamente, a abandonar a circunscrição, por enfrentar várias dificuldades para sua sobrevivência.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Em declarações sábado à Angop, o administrador comunal, David Cassongo Mupila, explicou que os mais de oito mil habitantes do Lóvua preferem emigrar para outras áreas da região a procura de melhores condições de vida.

A sede municipal do Alto – Zambeze (Cazombo), a comuna de Cavungo e Calunda, segundo o administrador comunal, são as localidades preferidas para a população que aponta a falta da ponte sobre o rio Zambeze (Luizavo) para o acesso a comuna, como a principal dificuldade.

Ainda no capítulo das dificuldades, acrescentou, a comuna vive problemas no sector da educação, carecendo de infraestruturas escolares para lecionarem os oito professores existentes para a sede e os restantes bairros que compõem a comuna.

“As aulas são ministradas em pequenas capelas de algumas igrejas”, referiu o responsável deplorando que os alunos andam fora das normas de ensino.

Indicou que o ínfimo número de docentes labora na sede comunal com o mesmo nome (Lóvua) e nos bairros Muhunda, Muenhiambeji, restando professores para o bairro Tete, Kaila e Sachiwaya. 

No domínio de saúde destacou igualmente, a inexistência de infra-estruturas sanitárias para funcionar o único enfermeiro existente.

“Actualmente o mesmo sanitário auxiliado por um trabalhador casual, prestam assistência médica e medicamentosa a população, num escombro de uma casa destruída pela guerra”, disse.

Apontou que os medicamentos em quantidades insuficientes provêm do hospital municipal do Alto – Zambeze, razão pela qual muitos pacientes percorrem grandes distâncias para serem assistidos na vizinha República da Zâmbia.  

O administrador comunal lamentou por outro lado, o facto de a própria administração não possuir infra-estruturas e material de escritório para o bom desempenho das actividades, bem como para a sua acomodação.

A comunicação é outro problema como disse que preocupa a população. “ Foi montado um sistema de “liga-liga”, mas este não funciona com normalidade porque as baterias são antigas e não recebem carga dos painéis solares” referiu.

A falta de transporte para a administração comunal, uma ambulância para permitir a evacuação dos doentes para a sede do município, são entre outras dificuldades apontadas pelo David Mupila com que se debate a área da sua jurisdição.

A comuna tem um mercado e alguns estabelecimentos comerciais (Cantinas), cujos produtos para suprir a falta de alimentação na circunscrição são adquiridos a partir da cidade do Luena (Moxico),Saurimo (Lunda – Sul) e na República da Zâmbia.

Situado a nordeste de Cazombo, a comuna de Lóvua conta com uma população estimada em 8.332 habitantes, na sua maioria camponeses, apicultores e pescadores.

Assuntos Província » Moxico  

Leia também
  • 11/11/2018 13:43:52

    ISPPW vai traduzir manuais sobre autarquias em Tchokwé

    Luena - O Instituto Superior Politécnico Privado Walinga (ISPPW) do Moxico vai traduzir de português para língua nacional Tchokwé os manuais a serem produzidos sobre as autarquias locais, para permitir maior compreensão dos conteúdos por parte da população.

  • 11/11/2018 12:11:19

    População da Capaladanda ganha sistema de distribuição da água potável

    Luau - Três mil e 800 habitantes do bairro "Capaladanda", arredores da sede municipal do Luau, província do Moxico, ganharam hoje, domingo, um novo sistema de captação, tratamento e distribuição de água potável, no âmbito das comemorações do 43º aniversário da Independência Nacional.

  • 08/11/2018 17:31:48

    APROSOC facilita registo de 400 menores de cinco anos

    Luena - Quatrocentas menores vulneráveis, de cinco anos de idade, da comuna do Lucusse, província do Moxico, beneficiaram, de Julho até a presente data, de registo de nascimento gratuito e vacinas contra o tétano e a pólio, no âmbito do Projecto de Apoio à Protecção Social (APROSOC).

  • 03/11/2018 17:05:21

    Mais de dois mil animais de estimação serão vacinados na província

    Luena - Dois mil e 750 animais de estimação, entre cães, gatos e macacos, serão vacinados na província do Moxico, durante o mês em curso, disse hoje, sábado, no Luena, o chefe de secção dos serviços veterinários do gabinete provincial da Agricultura, Agnaldo Mutaleno.