Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

21 Outubro de 2014 | 00h47 - Actualizado em 21 Outubro de 2014 | 09h52

Zaire: Província conta com mais de 500 mil habitantes

Mbanza Congo - A província do Zaire conta actualmente com 567 mil e 225 habitantes, que correspondem 2,3 porcentos da população angolana, revelam dados preliminares do Censo Geral da População e Habitação realizado em Maio último no país, divulgados segunda-feira, em M'banza-Congo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

De acordo com a chefe de divisão estatística industrial do Instituto Nacional de Estatística (INE), Madalena Machado, existem 15 pessoas no Zaire por cada quilómetro quadrado, apontando que 26,1% habitantes vivem na área rural e 73,9 na área urbana.

Na província residem 285 mil e 333 mulheres e 281mil e 892 homens, sendo que o município do Soyo é o mais populoso da província, com 218 mil e 193 habitantes, correspondendo 39 porcento, segue-se Mbanza Congo com 173 mil e 850 habitantes e Cuimba com 64 mil e 613 habitantes.

Os dados do censo geral apontam ainda o município de Nzeto, com 44 mil e 440 habitantes, Tomboco com 43 mil e 303 habitantes, ao passo que o município do Nóqui é o menos populoso, apenas com 22 mil 826 pessoas, que correspondem quatro porcentos da população da província.

A província do Zaire apresenta um equilíbrio em termos de masculinidade, segundo a chefe de divisão estatística e industrial do INE, Madalena machado, o que significa que existe um homem para cada uma mulher na região, o que corresponde a uma percentagem de 98,8% de masculinidade em 100% de feminidade.

Presente no acto de divulgação dos referidos dados, o governador provincial do Zaire, José Joanes André, disse sentir-se satisfeito, por haver um equilíbrio em termo de género na região, para quem com estes resultados as planificações irão reflectir o número de habitantes por cada município.

Para, Joanes André, o município do Soyo detém a maior densidade populacional da província, pelo facto de registar um assinalável crescimento do tecido económico e por se encontrar no litoral.

“Estamos satisfeitos com os resultados, se tivermos em conta que a nossa província, embora considerada como uma das menos habitadas, regista um equilíbrio; Não somos os últimos”, frisou.

Presenciaram a apresentação dos resultados preliminares do censo geral, membros do governo, representantes dos partidos políticos, autoridades tradicionais, entre outras entidades.

Dados de 2005 apontavam para a existência de 341 mil e 892 habitantes na província do Zaire.

Assuntos Província » Zaire  

Leia também
  • 05/11/2018 19:33:27

    Portadores de deficiência queixam-se da exclusão social

    Mbanza Kongo - O estigma e a discriminação no acesso aos serviços públicos foram os dois males denunciados nesta segunda-feira, em Mbanza Kongo, província do Zaire, por pessoas portadoras de deficiência.

  • 05/11/2018 11:03:49

    Crimes contra pessoas lideram gráfico criminalístico

    Mbanza Kongo - Oito crimes contra as pessoas, consubstanciados em ofensas corporais por disparo com arma de fogo, homicídio qualificado e violação sexual de menor de doze anos lideraram o gráfico criminalístico do Comando Provincial do Zaire da Polícia Nacional, nos últimos sete dias.

  • 02/11/2018 13:15:59

    SIC desmantela grupos de marginais em dois municípios

    Mbanza Kongo - Dois grupos de marginais que se dedicavam a assaltos a residências e na via pública foram desmantelados, nos últimos sete dias, nos municípios de Mbanza Kongo e do Soyo, pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC) na província do Zaire.

  • 31/10/2018 10:38:48

    Responsável da IEA apela ao resgate de valores morais e cívicos

    Soyo - A responsável da união feminina da Igreja Evangélica de Angola (IEA), no município do Soyo, província do Zaire, Antónia Amélia, instou nesta quarta-feira as mulheres de vários estratos sociais a trabalharem afincadamente para o resgate dos valores morais, éticos e cívicos no seio da sociedade angolana.