Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

25 Agosto de 2015 | 23h11 - Actualizado em 26 Agosto de 2015 | 14h47

Angola: Documentário de Deolinda Rodrigues apresentado em Luanda

Luanda - A vida e obra da nacionalista e combatente Deolinda Rodrigues foi apresentada hoje, terça-feira, no Centro de Convenções de Talatona, em Luanda, num documentário intitulado Langidila, diário de um exílio sem regresso".

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Nguxi dos Santos, um dos realizadores do Documentário

Foto: Foto de Francisco Miudo

Apresentaçao Documentário "Langidila, diário de um exílio sem regresso"

Foto: Foto de Francisco Miudo

"Langidila" é uma expressão da língua nacional kimbundu que significa guarnecer, vigia ou sentinela.

Apresentado pela empresa TotalComunicação, Lda, o documentário, realizado por José Rodrigues e Nguxi dos Santos, numa produção de Ilda Abdala e editora Barbara Veloso, é baseado num livro com 216 páginas, no qual expõe de modo sincero, claro e vivências e peripécias experimentadas dia após dia, naquele conturbado tempo.

Na obra se enaltece a determinação da heroína de ver Angola independente e livre do jugo colonial.

Produzido em Angola, Moçambique e Brasil, com início em finais de 2010, o documentário reúne depoimentos de vários nacionalistas e amigos que conviveram e lutaram com Deolinda Rodrigues.

Mais de trinta personalidades deram o seu testemunho dos momentos que marcaram a vida desta nacionalista e de suas companheiras.

Para o realizador José Rodrigues, este documentário foi um desafio para a divulgação da realidade histórica do pais, tendo sublinhado que o mesmo vai corresponder as expectativas, e, sobretudo, dos jovens.

O documentário será apresentado nas 18 províncias do país e pela Televisão Pública de Angola (TPA), no âmbito dos 40 anos de independência, a assinalar-se no próximo dia 11 de Novembro do corrente ano.

Deolinda Rodrigues morreu em 1968, com mais outras três companheiras, Lucrécia, Engrácia e Irene, em combate na luta pela independência do país.

Participaram do evento, o vice-presidente do MPLA, Roberto de Almeida, membros do bureau político desta força política, governantes, antigos combatentes e veteranos de guerra, deputados, docentes, corpo diplomático, familiares, entre outras individualidades.

 

Assuntos Política  

Leia também
  • 30/10/2018 15:31:40

    PR felicita ANGOP pelo 43º aniversário

    Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, felicitou, nesta terça-feira, o Conselho de Administração e os trabalhadores da Agência Angola Press (ANGOP), pela passagem do 43º aniversário da empresa, que hoje se assinala.

  • 04/10/2018 17:38:39

    Malanje com reduzido número de advogados

    Malanje - A província de Malanje conta com quatro advogados, insuficientes para atender a demanda do mercado, disse hoje (quinta-feira), nesta cidade, o presidente da Comissão Provincial de Coordenação Judicial, Félix Alexandre Sebastião.

  • 25/09/2018 21:47:34

    Igreja Católica reafirma compromisso para com a sociedade

    Lubango - A igreja Católica reafirmou terça-feira, no Lubango, o compromisso de trabalhar conjuntamente com o governo da província da Huíla no combate as vários problemas que afectam a sociedade.

  • 07/09/2018 06:01:47

    Realçado espírito patriótico de Agostinho Neto

    Dondo - O administrador municipal de Cambambe, província do Cuanza Norte, Adão António Malungo, realçou nesta quinta- feira, no Dondo, o espírito patriótico do primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto.