Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

01 Junho de 2016 | 17h53 - Actualizado em 01 Junho de 2016 | 17h53

Cuanza Norte: Cidadãos satisfeitos com a imagem da cidade de Ndalatando

Ndalatando - Os citadinos de Ndalatando, capital da província do Cuanza Norte, manifestam-se satisfeitos com o actual aspecto que a cidade apresenta, marcado por nova pintura dos edifícios em diversas ruas, assim como pelo reforço do modelo de recolha e tratamento de resíduos sólidos.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Um pormenor da cidade de Ndalatando

Foto: Cuanza Norte

Durante uma ronda efectuada nesta quarta-feira pela Angop, os entrevistados foram unânimes em afirmar que a cidade apresenta uma nova imagem, caracterizada por um saneamento básico animador, pitura das residências, dos lancis, passadeiras, dos caules das árvores e de outros artefactos que circundam o centro urbano.

Paulo Bernardo Zangui, de 31 anos de idade, referiu que a cidade de Ndalatando é actualmente caracterizada por um crescimento exponencial das infra-estruturas e da densidade populacional, facto que obriga quer as entidades governativas como a população a experimentar modelos de gestão da urbe condizentes com os padrões da vida urbana.

Por seu turno, o estudante universitário Fernando Sebastião Francisco, de 24 anos, apontou, para além da formosura da cidade, o surgimento de escolas, incluindo de nível superior, que nos seus planos curriculares abordam questões de gestão e saneamento do meio, como um dos factores que está a contribuir para que a localidade tenha um aspecto renovado.

Sustentou a sua posição com a aderência dos habitantes e sobretudo dos estudantes às campanhas de limpeza e de embelezamento, convocadas pelas autoridades governamentais.

Fernando Sebastião Francisco frisou que antigamente Ndalatando não oferecia esperança aos seus habitantes, onde o sentimento de tristeza invadia as consciências dos cidadãos, facto agora está revertido, assistindo-se actualmente a um movimento frenético de pessoas de vários pontos do país que escalam a urbe para formação acadêmica ou para trabalhar.

Já Gabriel Afonso, considerou a iluminação pública e a melhoria no fornecimento de água potável aos bairros como outros dos ganhos que Ndalatando está a conhecer.

Para si, uma atenção deve ser dada à urbanização dos aglomerados populacionais que estão a surgir, no sentido de evitar o aparecimento de novos bairros desordenados.

A cidade capital do Cuanza Norte beneficia desde meados de Maio último de um programa de saneamento e embelezamento denominado "Minha casa pintada, cidade mais linda", inserido nos esforços do governo provincial, tendentes à melhoria da imagem da urbe e da sua periferia.

A acção, com um carácter contínuo e a desenvolver-se faseadamente, abarca a pintura dos edifícios, alargamento e arborização das estradas circundantes, realização de serviços de tapa buracos nas ruas, revitalização dos adornos, assim como campanhas de limpeza, com vista a tornar a imagem desse centro urbano mais atractiva e agradável.

A capital da província do Cuanza Norte completou, a 28 de Maio, 60 anos desde que ascendeu à categoria de cidade, cujas comemorações estão a ser marcadas por várias actividades recreativas, desportivas e culturais.

Situada 190 quilómetros a leste de Luanda, capital do país, Ndalatando, ex-cidade de Salazar, ascendeu à categoria de cidade a 28 de Maio de 1956, por portaria da administração colonial portuguesa, através do Diploma Legislativo número 2.757, 1ª Série, número 21, inserto no Boletim Oficial do então Governo português.

A cidade chamou-se Salazar em homenagem ao então Presidente do Conselho de Ministros português, António de Oliveira Salazar, denominação que prevaleceu até 1975, ano da conquista da independência de Angola.

Conta com uma população estimada em 150 mil habitantes.

Leia também
  • 08/02/2019 12:25:05

    Vítimas do acidente do Cuanza Norte transferidas para Luanda

    Ndalatando - Sete feridos graves, das 17 vítimas do acidente ocorrido quinta-feira, na Estrada Nacional número 230-A, que recebiam assistência no Hospital Provincial do Cuanza Norte, em Ndalatando, foram transferidos, nesta sexta-feira, para unidades hospitalares de Luanda.

  • 08/02/2019 05:03:03

    Acidente de viação provoca 13 mortos e 17 feridos

    Ndalatando - Treze mortos e 17 feridos é o saldo de um acidente de viação ocorrido hoje, quinta-feira, na estrada Nacional nº 230-A, na localidade da Beira Alta, município de Cambambe, província do Cuanza Norte.

  • 07/02/2019 22:32:13

    MAPTSS reequipa centro de formação do país

    Ndalatando - Os centros públicos de formação profissional do país começam a ser reequipados e modernizados, a partir deste ano, no quadro da nova dinâmica formativa, informou, quinta-feira, no Cuanza Norte, o ministro da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social (MAPTSS), Jesus Maiato.

  • 06/02/2019 11:16:38

    Acidentes de viação causam 92 mortes em 12 meses no Cuanza Norte

    Ndalatando - Noventa e duas pessoas morreram e 523 ficaram feridas em consequência de 383 acidentes de viação registados entre Janeiro a Dezembro de 2018 no Cuanza Norte, informou o Comando Provincial da Polícia Nacional.