Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

01 Setembro de 2016 | 15h21 - Actualizado em 01 Setembro de 2016 | 15h21

Angola : Associação dos combatentes do Cuito Cunavale controla 15 mil filiados

Luanda - A Associação Clube dos Combatentes e Amigos da Batalha do Cuito Cuanavale (CACBACC) controla actualmente 15 mil 878 filiados dos quais mil e 800 são portadores de deficiência que estão a ser inseridos no mercado do trabalho.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Encontro da direcção da caixa social com heróis do Cuito Cuanavale

Foto: Cedidas

Esta informação foi prestada hoje, quinta-feira, pelo presidente executivo dessa associação, Justino Morais Damião, no decorrer do encontro que manteve com a direcção Nacional de Segurança Social, Cultura e Desporto do Ministério da Defesa Nacional, no âmbito das visitas de constatação que esta instituição está a realizar desde do mês transacto as diversas associações.       

De acordo com o  responsável, a  CACBACC  está a levar a cabo a criação de cooperativas diversas com destaque  para as agrícolas tendo já adquirido terrenos nas províncias do Huambo, Huila e Bengo, assim como a concluir o banco de dados .

Na ocasião, apontou como maiores dificuldades a falta de transporte e de  incentivos por parte de  entidades de  direito para a aquisição de meios financeiros para a execução dos vários projectos em carteira.

Na mesma senda, o presidente da Federação das Associações de Portadores de Deficiência ( Faped), Silva  Lopes  Etiambulo,  enalteceu a organização da  CACBACC e afirmou que  nos próximos encontros  a mesma irá servir de exemplo a seguir pelas outras associações.

Disse que gostaria que todos os presidentes das associações que englobam antigos combatentes tivessem o espírito organizativo demonstrado pela Associação dos combatentes do Cuito Cuanavale.

Lamentou no entanto que muitas das associações com a categoria de utilidade publica como a  Livega, Ammiga e Anda estão desde Fevereiro sem receber as verbas a que tem direito facto que dificulta a sua  gestão, apelando as entidades de direito no sentido de solucionarem rapidamente esta questão.

Frisou  que desde Agosto do ano transacto foram visitadas diversas associações  com  o intuito de  tomar conhecimento do seu funcionamento e das dificuldades que enfrentam actualmente.


 
    

Assuntos Angola   Sociedade  

Leia também
  • 21/03/2018 19:59:04

    CNJ vai descentralizar programa "Projovem"

    Luanda - O Conselho Nacional da Juventude (CNJ) vai descentralizar o programa "Projovem" para outras províncias do país, deu a conhecer hoje (quarta-feira), em Luanda, o seu presidente, António Francisco Mateus.

  • 21/03/2018 18:27:47

    UNICEF celebra em Luanda o Dia Mundial Água

    Luanda - O Dia Mundial da Água vai ser celebrado em Luanda quinta feira, pelo UNICEF, para, no âmbito da efeméride, aproveitar a ocasião a fim de tratar da importância do acesso à água potável e como a água pode alterar o destino das crianças angolanas, dá a conhecer hoje (quarta-feira) uma nota do organismo, a que a Angop teve acesso.

  • 21/03/2018 14:35:43

    Unicef destaca programa de registo logo a nascença

    Uíge - O representante do Unicef em Angola, Abubakar Sultan, considerou hoje, quarta-feira, nesta cidade, que o programa " Nascer com registo", do Ministério da Justiça, é uma importante estratégia inovadora que visa salvaguardar o direito da criança obter um registo e uma identidade logo à nascença.

  • 21/03/2018 14:31:07

    Programa "Nascer com Registo" prevê atingir 180 postos informatizados

    Uíge - O programa "Nascer com Registo", do Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos, que prevê a interligação das maternidades e as unidades de saúde às Conservatórias de Registo Civil, por meio de um sistema informatizado, prevê atingir, até o próximo ano, 180 postos.