Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

16 Fevereiro de 2017 | 16h06 - Actualizado em 16 Fevereiro de 2017 | 16h06

Huíla: Igualdade de género ainda é preocupação - MINFAMU

Lubango - A igualdade de género continua a ser um facto preocupante, visto que as disparidades entre homens e mulheres ainda representam uma realidade com metas limitadas, considerou, hoje, quinta-feira, no Lubango, Huíla, a directora jurídica do ministério da Família e Promoção da Mulher, Isabel Silva.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Isabel Silva - Directora Jurídica do Minfamu

Foto: Joaquina Bento

A apreciação foi feita durante a abertura da formação sobre Igualdade de Género e Emponderamento da Mulher,  uma promoção do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.

Isabel Silva disse que tais direitos estão consagrados nos mais variados instrumentos legais, tanto a nível nacional, regional ou internacional, sendo a emancipação da mulher e da igualdade do género, resultados de um processo complexo de remoção de barreiras  que muitas vezes requerem uma prática ponderada de  descriminação positiva a favor das mulheres.

Reconheceu que o processo dinâmico de construção e desenvolvimento que Angola vive, sobre a participação activa e positiva de homens e mulheres, constitui vários indicadores, na perspectiva da evolução sustentável, assente na justiça social, na  equidade do género e na consciencialização do capital humano.

"Angola tem envidado esforços para materializar essas políticas em prol da igualdade do género e emponderamento da mulher, tanto a nível político, social, cultural e económico, apesar de conhecer esta matéria,  infelizmente  ainda constitui um grande desafio para o país e não só", realçou.

Isabel Silva sublinhou que, para a materialização destas políticas, o executivo angolano tem contado com apoios das  organizações da sociedade civil, do  sistema das agências das  Nações Unidades e de outros parceiros sociais que continuam neste processo de consciencialização.

A formação tem a duração de dois dias e neste período serão abordadas questões sobre justiça social,  igualdade de género, benefícios da igualdade do género,  diplomas legais  com incidência para a Lei 25/11 e seu regulamento, o protocolo da SADC sobre o desenvolvimento-CEDAW, entre outros assuntos.

A mesma enquadra-se num projecto que teve inicio em 2012 , que visa a promoção das mulheres angolanas através das organizações da sociedade civil, com objectivo de divulgar os seus directos económicos, sociais e políticos, onde participam várias organizações femininas.

Leia também
  • 20/03/2018 14:38:06

    Vila do Chinguar tem associação de Mulheres

    Chinguar - O município do Chinguar, 75 quilómetros a Sudoeste do Cuito, conta desde segunda-feira com uma Associação local de Mulheres, criada para orientar as senhoras sobre os vários desafios, em acto de empossamento dos membros testemunhado, pelo governador da província, Álvaro Manuel Boavida Neto.

  • 19/03/2018 23:28:27

    Cidadão de 26 anos é morto a tiro no Lubango

    Lubango - Um cidadão de 26 anos foi morto, com cinco disparos de arma de fogo, por um indivíduo em fuga, na comuna da Arimba, município do Lubango (Huíla), por desentendimento após o consumo de bebidas alcoólicas, durante o fim-de-semana, informou esta segunda-feira o director de Comunicação Institucional e Imprensa da Polícia Nacional local, Carlos Alberto.

  • 19/03/2018 19:19:51

    Manifestações de carinho e de reconhecimento marcam dia do pai

    Luanda - Diversas manifestações de carinho, amor e reconhecimento do empenho dos pais nas mais múltiplas frentes em beneficio aos educandos e conselhos aos que se furtam no cumprimento de seus deveres, como de prestação de alimentos, marcaram hoje, segunda-feira, a passagem do dia do pai.

  • 19/03/2018 11:38:40

    Chuva desaloja 197 pessoas no Lubango

    Lubango - A chuva de sábado, que durou quase 30 horas, deixou um rasto de destruição em alguns bairros periféricos da cidade do Lubango, província da Huíla, com realce para o Comercial onde contam-se 35 casas destruídas e dezenas na eminência de desabar, deixando ao relento 197 pessoas.