Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

22 Novembro de 2017 | 18h56 - Actualizado em 22 Novembro de 2017 | 18h55

Governo inicia execução de residências para antigos combatentes

Menongue - A 1ª pedra para construção das primeiras 50 casas pré-fabricadas para os Antigos Combatentes da aldeia 11 de Novembro - Kassela, em Menongue, visando proporcionar aos familiares condignas condições de habitabilidade, foi lançada hoje, quarta-feira, nesta cidade, pelo governador do Cuando Cubango, Pedro Mutindi.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Cuando Cubango: Pedro Mutindi lança 1ª pedra de construção de casas

Foto: Nicolau Vasco

As referidas casas do tipo T1, T2 e T3, cujo orçamento está avaliada em um milhão de Kwanzas para cada, fazem parte de um total de 500 para os Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, tendo sido contratada a empresa China Hyway Grupo Lei JUN-CA Construção.

Os antigos combatentes da aldeia 11 de Novembro são das Ex-FALA provenientes do antigo bairro 11 de Novembro, situado no município de Mavinga, a mais de 400 quilómetros a leste de Menongue, capital do Cuando Cubango, e que actualmente são assistidos, para a sua reintegração social pelo governo local, uma vez serem maioritariamente deficientes físicos.

Manuel Chipita, de 63 anos de idade, residente na aldeia 11 de Novembro, em breves declarações à Angop, considerou ser um projecto ambicioso do governo do Cuando Cubango, porquanto irá, depois da sua conclusão, retirar muitas famílias que habitam actualmente em casas feitas de adobe (barro) e de capim, inadequadas para habitabilidade.

Referiu que o projecto é bem-vindo porque as famílias dos antigos combatentes encontram-se numa situação caótica e que com 13 filhos que ainda contribui para a sua acomodação, tendo, por isso, solicitado celeridade na execução, dada a época chuvosa que já se faz sentir, provocando vários transtornos aos líderes familiares.

Na sua intervenção, o director da empresa China Hyway, Yao Ke, referiu que inicia-se assim a construção de 50 casas, numa primeira fase, das 500 planificadas no projecto para os Antigos Combatentes, com a duração de quatro a seis meses de execução.

Avançou que na sede da aldeia do 11 de Novembro está igualmente contemplada a construção de uma esquadra policial, uma escola e um centro infantil e recreativo, numa iniciativa do governo do Cuando Cubango.

Esta parceira com o governo provincial, informou o responsável, vai proporcionar emprego para os habitantes locais, num total de 30 trabalhadores, que vão servir tanto na primeira fase e outras fases do projecto.

Prometeu que a empresa que dirige vai trabalhar para entregar as casas nas datas previstas, informando que a duração das 500 casas pré-fabricadas pode levar um prazo de 3 anos de uma forma geral.

Yao Ke sublinhou que o mais importante para a empresa China Hyway é construir casas acoalháveis para os Antigos Combatentes que, por muitos anos, combateram para libertar Angola e trazer a paz definitiva.

De referir que, naquele aldeamento vivem actualmente mais de mil e 800 habitantes, com destaque para mais de 500 Antigos Combatentes das Ex-FALA, deficientes físicos, que actualmente são assistidos pelo governo, no âmbito da sua reintegração social.

Testemunharam a cerimónia, o vice-governador local para os serviços técnicos e infraestruturas, Bento Francisco Xavier, o administrador municipal de Menongue, Fernando Cassanga, directores de diversas instituições estatais, na população da aldeia, entre outros convidados.

Leia também
  • 25/01/2019 12:19:07

    Cidadão condenado a 12 anos de prisão por homicídio frustrado

    Menongue - Um cidadão nacional foi condenado quinta-feira, em Menongue, pelo Tribunal do Cuando Cubango, a 12 anos de prisão maior, por homicídio frustrado contra sua esposa por ciúme.

  • 25/01/2019 12:10:32

    Acidentes de viação causam 41 mortes no Cuando Cubango

    Menongue - Quarenta e uma pessoas morreram e 44 outras ficaram feridas, vítimas de acidentes de viação registados em 2018 na província do Cuando Cubango. igual cifra de 2017, e 44 ficaram feridas, contra 117 outras em comparação com o período homólogo.

  • 23/01/2019 17:30:01

    Governador enaltece operações da Polícia Nacional

    Menongue - O governador do Cuando Cubango, Pedro Mutindi, mostrou-se nesta quarta-feira, em Menongue, satisfeito pelo êxito das forças policiais com as operações Resgate e Transparência, consubstanciados na manutenção da segurança.

  • 23/01/2019 16:24:45

    Jovens querem conclusão dos projectos sociais no Cuando Cubango

    Menongue - A conclusão dos projectos sociais, entre os quais moradias, campos desportivos, sítios de lazer, cujas obras estão paralisadas, no Cuando Cubango, consta entre as recomendações saídas no encontro de terça-feira, em Menongue, entre os jovens e o governador provincial, Pedro Mutindi.