Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

01 Janeiro de 2018 | 08h09 - Actualizado em 01 Janeiro de 2018 | 08h09

Comuna de São Pedro da Quilemba sem água potável

Dondo - As populações da comuna de São Pedro da Quilemba, município de Cambambe, província do Cuanza Norte, debatem-se actualmente com dificuldades no abastecimento de água potável, devido a falta de fontenários e de chuvas, facto que as obriga a percorrer longas distâncias em busca desse bem.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O facto foi constatado neste fim-de-semana, pelo administrador municipal de Cambambe, Adão António Malungo, durante uma visita aquela localidade, tendo prometido tomar algumas medidas com vista a solução do problema da água e de outros encontrados.

A inoperacionalidade dos furos artesianos que servem de fonte de abastecimento de água às populações, agravada pela ausência prolongada de chuvas, faz com que os habitantes das localidades de Ngola Calunga (sede da comuna), Bungo, Kissuba e Mukila, recorram ao consumo de água tirada directamente de cacimbas feitas em zonas húmidas, distantes a três quilómetros das aldeias.

O soba da aldeia do Bungo, André Júnior, disse que a referida água, além de conter inúmeras larvas, devido a deficiente protecção dos poços, apresenta também uma cor acastanhada, o que acarreta sérios riscos para a saúde.

Para a inversão do actual quadro, André Júnior solicita a intervenção urgente do governo, na reabilitação dos referidos furos artesianos ou que sejam disponibilizados camiões cisternas, equipadas com motobombas, capaz de extrair água, a partir do rio Kwanza, que dista há 10 quilómetros daquelas aldeias.

O administrador municipal de Cambambe, Adão Malungo, disse ter colhido ainda as preocupações que se prendem com a deficiente prestação de serviços de saúde, assegurado por apenas três enfermeiros, em igual número de postos, confrontados com a falta de abastecimento regular de medicamentos, entre outras anomalias que inviabilizam o bem-estar das populações.

Caracterizou a situação como sendo preocupante, tendo dito que a nível local serão estudados mecanismos para colmatar os problemas de menor custo, enquanto outros serão encaminhados às estruturas superiores para serem equacionados.

Acrescentou que foram já colhidas amostras da água consumida pela população, que será enviada a um laboratório especializado, para determinar o índice de perigosidade que a mesma apresenta e, acautelar possíveis riscos à saúde.

A comuna de São Pedro da Quilemba é habitada por dois  mil 506 populares, distribuídos em 15 aldeias, 13 das quais confrontadas com problemas de abastecimento de água.

Leia também
  • 08/11/2018 17:46:00

    Responsável sugere cooperativas numa única entidade

    Ndalatando - A necessidade da criação de uma única entidade que congregue todos os ramos do cooperativismo para melhor organização e defesa dos seus direitos foi defendida, hoje (quinta-feira), em Ndalatando, Cuanza Norte, pela vice-presidente da Federação das Associações de Camponeses e Cooperativas Agropecuárias de Angola (Unaca), Ricardina Machado.

  • 08/11/2018 17:31:48

    APROSOC facilita registo de 400 menores de cinco anos

    Luena - Quatrocentas menores vulneráveis, de cinco anos de idade, da comuna do Lucusse, província do Moxico, beneficiaram, de Julho até a presente data, de registo de nascimento gratuito e vacinas contra o tétano e a pólio, no âmbito do Projecto de Apoio à Protecção Social (APROSOC).

  • 08/11/2018 17:24:09

    Anciã morre por Descarga atmosférica no Cuvango

    Cuvango - Uma anciã de 75 anos de idade morreu, quarta-feira, vítima de descarga atmosférica, no município do Cuvango, província da Huíla, informou hoje, quinta-feira, no Lubango, o porta-voz do Comando Provincial dos Serviços de Protecção Civil e Bombeiro, Inocêncio Hungulo.

  • 08/11/2018 17:15:30

    Paz exercício de soberania e segurança - diz responsável

    Luanda - A construção da paz é um exercício de soberania e de segurança nacional, por constituir a base para a defesa e preservação do bem comum, cujo objectivo fundamental deverá ser dotado as crianças e adultos, considerou hoje, quarta-feira, em Luanda, o director-geral da Fundação Eduardo dos Santos (FESA), João de Deus.