Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

20 Março de 2017 | 13h15 - Actualizado em 21 Março de 2017 | 10h07

Angola: ENDE vai compensar os valores da facturação da energia

Luanda - A Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade (ENDE-EP) está a trabalhar para compensar os valores do pagamento de energia referente ao período de restrições eléctricas verificadas nos últimos dias na cidade capital .

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Logotipo da ENDE

Foto: Pedro Parente

O porta-voz da ENDE, Pedro Bila , disse que as restrições durarão enquanto o processo de enchimento da albufeira de Lauca estiver a decorrer, processo que teve início a 11 de Março e vai até meados do Ano.

Explicou que a nível da empresa há trabalho direccionado para a situação da facturação, enquanto decorrer o período de limitações no abastecimento.

De acordo com o responsável, prevê-se fazer uma cobrança em concordância com a percentagem da energia distribuída. “Não podemos fazer uma cobrança de 100 por cento quando o abastecimento não foi  feito nesta percentagem. Não  faz sentido fazer uma factura de 100 porcento”, referiu. 

O porta-voz disse ainda que devido ao processo que decorre em Lauca, a barragem de Cambambe está trabalha a media tensão para não interferir no andamento do processo.

Pedro Bila reconhece que o período programado pela ENDE de restrição de energia de  12 horas  tem se tornando difícil de aceitar  por parte dos consumidores, mas com a  chuva nas províncias do Bié e Malange o caudal tende a subir e consequentemente vai acelerar o enchimento da albufeira de Lauca .

Segundo o responsável, no quadro das distribuições da ENDE quando se registam avarias em algumas zonas da capital estas são intervencionadas logo que se tem conhecimento, e neste contexto as potências reservadas para estas áreas são distribuídas para outras.
 

Assuntos Consumo   Província » Luanda  

Leia também