Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

22 Abril de 2017 | 06h00 - Actualizado em 24 Abril de 2017 | 16h43

Angola: Anúncio da municipalização de acção social destaque da semana

Luanda - O recente anúncio pela secretária de Estado para a Reinserção Social, Maria da Luz, na cidade do Uíge, de que as províncias do Uíge, Bié e Moxico serão contempladas, a partir de Maio próximo, num programa de municipalização de acção social, é um dos assuntos que marcou o noticiário social da Angop da semana que hoje, sábado termina.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Bispos da CEAST estiveram reunidos

Foto: Estevão Manuel/Arquivo

Secretária de Estado para a Reinserção Social, Maria da Luz

Foto: Angop/Arquivo

A responsável avançou o facto aos jornalistas no final de um encontro com o governador, Paulo Pombolo, tendo ressaltado que a implementação do referido programa é direccionada aos municípios, porque é onde existem as pessoas carentes como crianças, idosos e deficientes físicos, por forma a mudar-se o seu modelo de vida.

Outro assunto que mereceu a atenção no noticiário nesse período, tem a ver com a consignação efectuada entre o Ministério da Energia e Àguas e o Governo de Luanda para a construção de quatro centros de abastecimento de água para Luanda.

Os projectos vão ser baseados na construção do centro de distribuição da água da Zona Verde/ Cabolombo, Instalação do Sistema de Monitoramento e Segurança de Condutas Adutoras, Centro de Formação e Treinamento de Águas e a Implementação do Sistema de Telegestão e Equipamento Tecnológicos

Os últimos sete dias ficaram ainda marcados com o encerramento de cursos de especialidade em salvamento e resgate terrestre em altura, inspector de prevenção, bem como operações com matérias perigosas, em que participaram cento e oitenta e nove membros do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros (SPCB) .

A afirmação avançada, quinta-feira, pelo director do Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas em Angola (PNUD), Henrik Fredborg Larsem, de que a sua organização pretende atribuir a responsabilidade da gestão das subvensões do Fundo Global a entidades nacionais, neste caso o Instituto Nacional de Luta contra a Sida, também marca o destaque da semana que termina.

O responsável falava na abertura do workshop sobre “Avaliação das Capacidades Nacionais para a Gestão das Subvenções do Fundo Global” , que decorreu no Instituto Nacional de Luta Contra a SIDA (INLS).

Um dos outros assuntos abordados, durante a semana, foi a reafirmação do ministro dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, Cândido Pereira Van-Dúnem,  de que a reintegração e assistência sócioeconómica aos antigos combatentes e veteranos da pátria consta das prioridades do sector, de forma a proporcionar a melhoria das condições de vida a eles e suas famílias.

O governante teceu estas considerações durante a sessão de abertura do  XVII Conselho Consultivo Alargado do Ministério dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria sob o lema “ Reforçar a Organização do Sector e Dignificar o Antigo Combatente",

Segundo o ministro, os esforços da instituição que preside estão direccionados também para a implementação dos programas de fomento, criação e assistência técnica de cooperativas.

A semana registou também a abertura do Simpósio Teológico, que marca as comemorações dos 50 anos do jubilado da Diocese do Uíge e dos 50 anos  do episcopado doBispo Emérito Dom Francisco de Mata Mourisca, abertas no Cine Ginásio daquela cidade, com abordagem de diversos temas que reflectem a actividade desenvolvida pelos diversos agentes da pastoral no decurso do período.

O Simpósio contou com a participação do  Núncio Apostólico de Angola e S. Tomé, Dom Petar Rajic, arcebispos da CEAST, sacerdotes, religiosas, catequistas e fiéis de diversas comunidades da cidade do Negage.

Por outro lado, na semana que termina foi anunciado pelo ministro da Administração do Território, Bornito de Sousa, durante a sessão de abertura da XXXII Assembleia Geral da UCCLA, que mais de sessenta porcento da população já vive nas cidades e áreas urbanas de Angola, antecipando-se a uma tendência mundial.

Segundo o governante, a citação do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, de que “a vida faz-se nos municípios”, significando que as atenções da governação no domínio da criação de infra-estruturas, prestação dos serviços públicos essenciais e da melhoria dos índices de desenvolvimento humano, devem ser canalizadas onde residem os cidadãos, espelha bem este facto.

Assuntos Resenha   Sociedade  

Leia também
  • 24/04/2017 14:14:23

    Cuanza Norte: chuvas desalojam mais de cem famílias

    Bolongongo- Cento e uma famílias foram desalojadas no município do Bolongongo, província do Cuanza Norte, em consequência da chuva que caiu nos últimos dias na municipalidade.

  • 23/04/2017 17:57:26

    Cuanza Norte: Padre insta fiéis a reforçarem o sentimento do perdão

    Ndalatando - O padre católico Roberto Guilherme defendeu hoje, domingo, em Ndalatando, província do Cuanza Norte, a necessidade dos fiéis se empenharem pelo reforço contínuo do perdão e da solidariedade para com os irmãos, com vista a promoção de uma sociedade mais harmoniosa.

  • 23/04/2017 14:23:09

    Cuanza Norte: Reposto abastecimento de água à comuna de Cambondo

    Ndalatando - Após dois anos privada do abastecimento do precioso líquido, a população da comuna de Cambondo, afecta ao município do Golungo Alto (Cuanza Norte) conta com um novo sistema de abastecimento de água inaugurado sábado pelo governador da província, José Maria Ferraz dos Santos.

  • 23/04/2017 12:09:23

    Moxico: Divulgação da lei reduz violência doméstica

    Luena - A prática da violência doméstica registou uma redução na província do Moxico durante o primeiro trimestre do ano em curso, fruto da divulgação da lei que pune tal crime disse hoje, no Luena, o chefe do departamento para política familiar da direcção da Família e Promoção da Mulher, Inocêncio Simão Lote.