Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

21 Abril de 2017 | 11h07 - Actualizado em 21 Abril de 2017 | 11h06

Zaire: Chuvas danificam ruas da periferia de Mbanza Congo

Mbanza Congo - As intensas chuvas que desde o princípio deste mês de Abril assolam a cidade de Mbanza Congo, capital da província do Zaire, estão a danificar as vias de acesso de alguns bairros periféricos, dificultando a circulação de pessoas e automóveis.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

RUAS DOS BAIRROS DE MBANZA CONGO DANIFICADAS PELAS CHUVAS

Foto: Pedro Moniz Vidal

Numa ronda efectuada hoje (sexta-feira) pela Angop nos bairros Álvaro Buta e Martins Kidito, constatou-se que as enxurradas estão a criar sérios constrangimentos aos moradores dessas circunscrições, cujas vias de acesso as moradias são de terra batida.

O estado actual das ruas, segundo apurou a Angop,  é caracterizado por buracos, charcos, lama, pequenas ravinas e quantidades consideráveis de resíduos sólidos.

Madalena Celeste, moradora do bairro Álvaro Buta, considerou de desolador e lastimável o estado actual das vias da sua área de jurisdição, alertando, para o efeito, a urgente intervenção das entidades competentes para sanar a situação.

“Há ruas do meu bairro onde os carros já não circulam devido ao estado avançado de degradação das mesmas, provocado não só pelas chuvas como também pela falta de trabalho de manutenção das vias”, referiu.

Acrescentou que alguns moradores, sobretudo aqueles que têm meios financeiros suficientes, estão a abandonar o bairro para outras zonas da cidade, erguendo ou arrendando novas moradias.

“Muitos preferem mudar de bairro, por alegação de que os seus veículos não chegam até à casa, por inacessibilidade de algumas ruas do bairro”, sublinhou.

Nzuzi Pedro, morador do bairro Martins Kidito, as autoridades competentes deveriam fazer um trabalho mais a fundo nas ruas periféricas da cidade, evitando intervenções paliativas que em nada têm contribuído para estancar este quadro.

“O trabalho de reabilitação que está a ser feito nas principais vias da cidade de Mbanza Congo deveria abranger também os bairros periféricos para melhorar a circulação de pessoas e viaturas, bem como o saneamento básico na periferia da nossa urbe”, sugeriu.

De acordo com o interlocutor, para além de facilitarem a mobilidade, as vias de acesso devidamente asfaltadas contribuem para a boa imagem da cidade e o consequente melhoramento do saneamento do meio.

A cidade de Mbanza Congo possui cinco bairros, nomeadamente Sagrada Esperança, 11 de Novembro, Martins Kidito, Álvaro Buta e 4 de Fevereiro, cuja malha rodoviária é constituída maioritariamente de terra batida.

O governo provincial leva a cabo desde o princípio deste ano, um programa de reabilitação das principais vias urbanas das sedes municipais da província.

Assuntos Chuvas   Província » Zaire  

Leia também
  • 20/04/2017 17:25:30

    Zaire: Acidentes de viação causam três mortes em sete dias

    Mbanza Congo - Três pessoas morreram e quatro ficaram feridas em consequência de quatro acidentes de viação ocorridos nos período de 11 a 18 deste mês, na província do Zaire, mais uma morte que a semana passada em que foram registados seis acidentes.

  • 19/04/2017 17:00:55

    Zaire: Bombeiros registam morte de uma criança durante chuva

    Mbanza Congo - A morte de uma criança de três anos e o ferimento de duas pessoas adultas em consequência da intensa chuva que caiu sobre a cidade de Mbanza Congo, nos últimos sete dias, constam das cinco ocorrências reportadas pelo Serviço de Protecção Civil e Bombeiros (SPCB) na província do Zaire.

  • 17/04/2017 11:15:17

    Cuanza Sul: Chuva causa destruição de 13 casas na Quibala

    Quibala - Treze casas e uma igreja foram destruídas em consequência da forte chuva que caiu nas últimas 24 horas no município da Quibala, província do Cuanza Sul, segundo o regedor do bairro Cabezo, Menezes José Muenda.