Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

19 Maio de 2017 | 16h33 - Actualizado em 19 Maio de 2017 | 16h33

Cuanza Norte: Aumenta procura de roupas e cosméticos

Camabatela - A procura de roupas e cosméticos para fazer face a época do cacimbo cresceu consideravelmente, nos últimos dias, no município de Ambaca, província do Cuanza Norte.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Boutiques apetrechadas com roupas para fazer face ao frio

Foto: Saturnino tomás

Numa ronda efectuada hoje, sexta-feira, pela à Angop, em diversos estabelecimentos comerciais e mercados de Camabatela, sede do município de Ambaca, para aferir a prontidão dos munícipes face a época iniciada a 15 de Maio, foi notória a grande procura de produtos, como cremes gordurosos, casacos, bonés, camisas de mangas cumpridas e capuchos.

Sheik Hassan, comerciante, disse que a procura pelos cosméticos triplicou e os clientes preferem os géneros mais gordurosos, protectores solares, gel de banho e pó-cutâneo para fazer face ao cacimbo, um aumento verificado todos os anos nesta época.

Zunza Cândido disse que já adquiriu a roupa apropriada para o cacimbo, sublinhando que para além das vestes habituais, como casacos e capuchos também decidiu apostar em luvas e bonés para evitar problemas de saúde.

Referiu que ao contrário do que acontece em muitas regiões do município e do país, Camabatela regista vagas de frios, por isso, é importante reforçar os cuidados e usar roupas fortes para enfrentar o clima seco e evitar exposições ventos húmidos.

Lino Luís disse que não usa cremes, por isso tenciona simplesmente comprar roupas leves para serem usadas do meio-dia em diante, período em que as temperaturas são razoáveis, ao passo que as outras para enfrentar o nevoeiro das primeiras horas da manhã e da noite já vêm do ano passado.

Maria Caculama revelou ter já adquirido vestuário e cosméticos próprios da  época, para si e família, avançando que tem sido tradição efectuar alterações no agasalho para evitar doenças, sobretudo aos filhos.

Já o enfermeiro Sousa David Gunza aconselhou a população a redobrar os cuidados durante o período do cacimbo (época seca) para prevenir-se das doenças sazonais.

Sugeriu que a população deve primar em vestir casacos, camisas e camisolas de mangas compridas, roupas fortes e confortáveis para fazer face as baixas temperaturas.

Apelou ainda aos pais no sentido de se prestar maior atenção com o agasalho das crianças, por serem os mais vulneráveis a gripe, tosse, sarna e bronquites, apontadas como principais doenças desta época.

Leia também
  • 21/03/2018 14:35:43

    Unicef destaca programa de registo logo a nascença

    Uíge - O representante do Unicef em Angola, Abubakar Sultan, considerou hoje, quarta-feira, nesta cidade, que o programa " Nascer com registo", do Ministério da Justiça, é uma importante estratégia inovadora que visa salvaguardar o direito da criança obter um registo e uma identidade logo à nascença.

  • 21/03/2018 14:31:07

    Programa "Nascer com Registo" prevê atingir 180 postos informatizados

    Uíge - O programa "Nascer com Registo", do Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos, que prevê a interligação das maternidades e as unidades de saúde às Conservatórias de Registo Civil, por meio de um sistema informatizado, prevê atingir, até o próximo ano, 180 postos.

  • 21/03/2018 12:59:10

    Membros do IAJ visitam Angop

    Luanda - Membros do Instituto Angolano da Juventude (IAJ) visitaram hoje, quarta-feira, em Luanda, a Agência Angola Press (Angop) onde trataram assuntos de cooperação.

  • 21/03/2018 11:22:47

    Associação expande rede de combate contra as drogas

    Luena - A expansão e o engajamento de novos membros da sociedade na rede de combate contra as drogas no Moxico são entre outras as prioridades do novo secretário da ANLD (Associação local de Luta contra as drogas), Herman Miji, eleito hoje, quarta-feira, no Luena.