Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

12 Junho de 2017 | 21h40 - Actualizado em 12 Junho de 2017 | 21h39

Moxico: Padre associa perda de valores à ignorância cultural

Luena - Para uma sociedade como a angolana, a perda de valores morais, cívicos e culturais, está associada à ignorância pela cultura por parte das pessoas afirmou hoje, no Luena, o padre da Diocese católica do Luena, Alberto Fulai Linguja.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Moxico: Promoção da Mulher, Realiza uma palestra sobre o resgate dos Valores Cívicos a Sociedade

Foto: David Dias

Moxico: Padre da Diocese católica do Luena, Alberto Fulai Linguja

Foto: Moxico

Esta consideração foi feita durante uma dissertação sobre a “Ética, os valores morais e cívicos”, no âmbito do programa implementado pela Direcção Provincial da Família sobre “transmissão de competências familiares e resgate de valores”.

De acordo com o prelado, hoje há uma acentuada aculturação, o que está a levar muita gente a ignorar os valores e traços comportamentais da cultura angolana e apegar-se ao estrangerismo.

Exemplificou que a cultura do leste do país, essencialmente de etnias chokwe, luvales, ovimbundos, lutchazi e mbundas regista sempre “um ponto de união”, independentemente das particularidades.

A seu ver, uma sociedade que perde a ética e os seus valores morais e cívicos é uma colectividade que arruína a sua identidade e denota falta de de carácter.

“Em casa e nos lares encontramos, muitas das vezes, pais ausentes, descomprometidos e despreparados para transmitir os bons valores e padrões de conduta, com etiqueta aos filhos”, disse, afirmando que os filhos não respeitam os pais por faltar-lhes humildade, fraternidade, educação, dignidade, obediência entre outros bons exemplos.

Neste sentido, sugeriu que se criem grupos permanentes de jovens que possam disseminar acções sobre o resgate dos valores para com os alunos das distintas escolas da cidade, bem como a criação de horas extras de debate entre alunos e professores dos mais variados subsistemas de ensino.

Leia também