Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

14 Setembro de 2017 | 10h24 - Actualizado em 14 Setembro de 2017 | 10h24

Cuanza Norte: Minars assiste famílias desalojadas pela chuva

Ndalatando - Novecentas e 47 famílias desalojadas pela chuva em diversos municípios da província do Cuanza Norte durante o I semestre do ano em curso beneficiaram de apoio da Direcção Provincial da Assistência e Reinserção Social, em bens de primeira necessidade e material de construção.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Cuanza Norte: Minars assiste mais de 900 famílias desalojadas pela chuva no primeiro semestre

Foto: Angop

Dados de balanço semestral da instituição que a Angop teve acesso hoje (quinta-feira) aludem que em parceria com o Comando Provincial de Protecção Civil e Bombeiros, os sinistrados, a maioria residente no Cazengo (município sede da província), foram assistidos com bens de primeira necessidade, kits essenciais e chapas de zinco.

Revelou que, em virtude das famílias terem sido desalojadas em zonas consideradas de risco e susceptíveis de futuras inundações, a administração de Cazengo tem já identificada uma nova zona, a 11 quilómetros da sede municipal, onde deverão ser reassentadas para a construção de futuras habitações.

A acção do Minars durante o I semestre do ano em curso, abarcou ainda a assistência a 16 famílias vulneráveis, correspondente a 80 pessoas que beneficiaram de 480 unidades de chapas de zinco destinadas a melhorar as suas condições de habitabilidade.

No âmbito de um programa institucional de apoio à criança em situação vulnerável, o Minars auxiliou a reintegração familiar de 15 menores, dos 2 aos 13 anos de idade, que se encontravam separadas dos seus progenitores por situações de sequestro e razões de vária índole, devolvidas ao convívio familiar nas províncias de Malanje, Lunda Norte, Luanda e bairros periféricos da cidade de Ndalatando.

Em relação as acções de apoio à geração de renda familiar, o sector atribuiu kits de construção civil e recauchutagem a 20 indivíduos organizados em cooperativas, visando a geração de renda para o sustento próprio e das suas famílias.

A instituição tem actualmente cadastradas 21 cooperativas de moto-táxi e de artes e ofícios no município de Cazengo que integram ex-militares, deficientes físicos, idosos e indivíduos em situação vulnerável que beneficiam do apoio regular da Direcção Provincial da Assistência e Reinserção Social.

Cuanza Norte é uma província situada no estremo Noroeste de Angola. A mesma que tem como capital a cidade de Ndalatando, compreende 10 municípios e uma extensão territorial de 20.252 quilómetros quadrados.

Leia também
  • 20/03/2018 15:24:25

    Destacado contributo da sociedade civil na socialização dos reclusos

    Ndalatando - O contributo da sociedade civil na moralização e socialização para a reintegração dos reclusos do Estabelecimento Prisional do Cuanza Norte foi destacado, hoje, terça-feira, em Ndalatando, pelo director da mesma instituição, superintende prisional chefe, José Manuel Teixeira, durante o acto das comemorações do 39º aniversário do órgão.

  • 20/03/2018 14:56:13

    Falta de água canalizada aumenta riscos de afogamentos em cacimbas

    Ndalatando - Os riscos de afogamentos, principalmente de crianças, em cacimbas onde a população retira a água para o consumo está a aumentar, em alguns bairros da cidade de Ndalatando, devido à falta de água canalizada nessas zonas, fez saber hoje (terça-feira) o porta-voz do comando provincial do Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros, André da Costa.

  • 19/03/2018 17:51:20

    Mucaba regista redução de casos de violências doméstica

    Uíge - Dois casos de violências domésticos foram registados de Janeiro a Fevereiro deste ano, no município de Mucaba, 61 quilómetros a norte da cidade do Uíge, contra oito de igual período anterior, informou hoje (segunda-feira) à Angop, a responsável local do sector da família, Luísa Victor.

  • 19/03/2018 17:36:06

    Cidadã de 65 anos espancada até a morte

    Huambo - Uma cidadã de 65 anos de idade, residente na comuna da Luvemba, no município do Bailundo, 103 quilómetros da cidade do Huambo, foi espancada até a morte, por um jovem de 21 anos, que a acusou de feiticeira.