Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

12 Outubro de 2017 | 12h35 - Actualizado em 12 Outubro de 2017 | 12h34

Bengo: Sectores da educação e saúde entre as prioridades no Ambriz

Caxito - Os sectores da educação, saúde e a melhoria das vias de comunicação foram apontados hoje, quinta-feira, em Caxito, pela administradora municipal do Ambriz, Joana Pinto Cabunde, como as principais prioridades para o novo mandato que agora inicia.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Em declarações à imprensa após tomar posse para o novo mandato a frente dos destinos da Administração do município do Ambriz, Joana Pinto Cabunde, frisou ser necessário criar condições necessárias para ter um município cada vez melhor para os seus habitantes viverem.

A administradora, reconduzida do cargo, referiu que doravante vai aprimorar os projectos existentes, como o da reabilitação das estradas, da melhoria da distribuição de água e energia eléctrica à população.

Pretende igualmente, neste novo mandato, dar lugar a novos projectos para a limpeza e higiene das praias, bem como a abertura de algumas ruas que têm dificuldades de escoamento da água residuais no município.

“Acima de tudo vamos nos agarrar a algumas partes do discurso do governador sobre a necessidade da correcção na área da saúde onde alguns técnicos desviam medicamentos e fazem cobranças ilegais. Há necessidade urgente de encontrar tais técnicos e corrigir essas situações”, realçou.

Outro sector visado pela administradora é o da educação, onde pretende corrigir o problema dos professores que não cumprem a carga horária estabelecida e prejudicam os alunos.

Na cerimónia de empossamento do novo elenco governativo do Bengo, o governador do Bengo, João Bernardo de Miranda, lembrou que o Presidente da República, João Lourenço, orientou-os a fazer dos municípios “o lar das suas vidas” durante a acção governativa.

O município do Ambriz, que dista cerca de 127 quilómetros da cidade de Caxito, possui uma população estimada em 17 mil e 575 habitantes.

A circunscrição compreende as comunas de Tabi, Bela Vista e a sede (Ambriz), cuja população dedica-se na sua maioria a pesca artesanal e a agricultura de subsistência.

Assuntos Província » Bengo  

Leia também
  • 10/10/2017 17:54:14

    Bengo: Kissomeira com via de acesso degradada

    Panguila - O actual estado de degradação da principal via de acesso que liga a Estrada Nacional 100 à localidade da Kissomeira, comuna da barra do Dande, província do Bengo, numa extensão de cerca de 30 quilómetros, está a preocupar a comunidade da circunscrição, soube hoje (terça-feria a Angop.

  • 09/10/2017 17:40:20

    Bengo: Serviços postais em Caxito têm pouca adesão

    Caxito - A chefe interina da Estação Postal dos Correios de Caxito, Teresa João, afirmou hoje (segunda-feira), que alguns cidadãos não valorizam a importância dos serviços da instituição, face ao crescimento das tecnologias de informação (Telefone e Internet) que tem provocam a fraca concorrência nos serviços postais.

  • 09/10/2017 16:57:01

    Bengo: População deve evitar construir em zonas de risco - Bombeiros

    Caxito - O Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, na província do Bengo, aconselhou hoje (segunda-feira), em Caxito, a população a evitar construir em zonas de risco, para o bem-estar das famílias.