Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

13 Janeiro de 2018 | 11h38 - Actualizado em 13 Janeiro de 2018 | 14h16

Bié: Ministro anuncia mais investimentos para o município Camacupa

Camacupa - O sistema de tratamento e abastecimento de água potável do município de Camacupa, 82 quilómetros a leste do Cuito (Bié), avariado há dois anos, será reabilitado este ano.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

João Baptista Borges - Ministro da Energia e Águas

Foto: Clemente dos Santos

O facto foi reveladp hoje (sábado) pelo ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, em declarações a imprensa no quadro da sua visita de trabalho ao Bié, onde sublinhou haver disponibilidade financeiras para recuperação o empreendimento, que conta com um reservatorio de 100 mil litros e capacidade para bombear 10 mil litros/hora.

Sem revelar o valor a ser investido, disse que o investimento vai associar-se a outro sistema de tratamento e abastecimento de água potável, financiado pela linha de crédito da China, cujas obras decorrem desde o ano passado, igualmente naquela municipalidade.  

Relativamente à energia eléctrica naquela circunscrição, o ministro João Baptista Borges reafirmou que as obras da reabilitação da barragem hidroeléctrica sobre o rio Cunje I, que terá uma capacidade para produzir 10 megawatts e fornecerá energia eléctrica às vilas e arredores dos municípios de Camacupa e Catabola, 52 quilómetros a leste do Cuito, serão retomadas.

Assegurou, no entanto, que nesta altura 82 porcento do material para a reabilitação da barragem de Camacupa, já se encontra no local, tendo apelado à calma, paciência por parte da população, enquanto demorar as obras.

Com vista a assegurar o bem-estar da população, frisou, o governo vai recuperar ainda este mês os três grupos geradores de dois mil KVA e os de 165 KVA, avariados há um ano.

Acompanham a visita do ministro João Baptista Borges, o governador do Bié, Álvaro Manuel de Boavida Neto, vice-governador para o sector Técnico e Infra-estruturas, José Fernando Tchatuvela, administradora de Camacupa, Alcida de Jesus Camateli, membros do Governo e quadros seniores daquele ministério.

O município de Camacupa (centro de Angola), tem uma superficie 9.469 quilómetros quadrados, 141 ml 760 habitantes, distribuídos nas comunas do Cuanza, Umpulo, Ringoma , Muinha e sede municipal.

Assuntos Província » Bié   Sociedade  

Leia também
  • 21/03/2018 02:01:10

    Huíla: Mais de 40 famílias Recebem apoios

    Lubango - Quarenta e uma famílias desalojadas pelas chuvas no último fim-de-semana no bairro Comercial, município do Lubango, começaram terça-feira, nesta cidade, a receber do governo da Huíla lotes de terra de 600 metros quadrados destinados a auto-construção de residências, na zona da Eywa, no projecto das 200 casas evolutivas.

  • 20/03/2018 22:51:13

    Malanje: Serviço Penitenciáro descarta excesso de prisão preventiva

    Malanje - O director provincial do Serviço Penitenciário, Subcomissário Prisional Chinhama Samuel Jamba, descartou nesta terça-feira a possibilidade de existir casos de excesso de prisão preventiva nos três centros de reclusão existentes na província.

  • 20/03/2018 17:39:04

    Destacado papel da imprensa na vila do Andulo

    Andulo - A administradora municipal do Andulo, 130 quilómetros a norte da cidade do Cuito (Bié), Celeste Adolfo Elavoko, destacou hoje, terça-feira, o papel dos órgãos de comunicação social na busca de soluções socioeconômicas das populações e da reconstrução do país em particular.

  • 20/03/2018 17:32:51

    Rio Cambongo transborda e deixa casas nos combatentes alagadas

    Sumbe - Moradores do Bairro dos Antigos Combatentes, na periferia da cidade do Sumbe (Cuanza Sul), têm hoje (terça-feira) as suas casas alagadas, devido ao transbordo do rio Cambongo, afectando pelo menos duas mil e cinco mil pressoas.