Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

26 Janeiro de 2018 | 11h34 - Actualizado em 26 Janeiro de 2018 | 11h34

Agente da Polícia Nacional morto a tiro em Ndalatando

Ndalatando - Um terceiro sub-chefe da Policia Nacional, afecto ao comando municipal do Cazengo, província do Cuanza Norte, foi morto a tiro na madrugada de quinta-feira, em Ndalatando, por elementos até aqui não identificados, informou a corporação.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Comando provincial da Polícia Nacional

Foto: Diniz Simão

A informação vem expressa no balanço das ocorrências das últimas 24 horas, entregue à Angop, nesta sexta-feira, adiantando que o suspeito do crime encontra-se em fuga.

Segundo o informe, o 3º sub-chefe Júlio Manuel Cafuma, de 47 anos de idade, morreu após ser atingido por dois disparos de arma de fogo, nas regiões do tórax e do abdómem, por elementos desconhecidos, quando tentava impedir uma acção de roubo que decorria numa residência, próxima ao posto policial, onde se encontrava a trabalhar, no bairro Popular.

O homicídio que abalou a sociedade local está a ser investigado pelo Serviço de Investigação Criminal. Este é o primeiro caso de morte de agente da Policia Nacional, no exercício das suas funções registado este ano.

Durante as últimas 24 horas, o Comando Provincial da Policia Nacional registou um total de seis crimes, tendo sido esclarecidos quatro, com dois detidos, o que corresponde a 67 porcento de operatividade.

Entre os crimes ocorridos, constam três casos de ofensas corporais voluntárias, entre simples e graves, todos motivados por desentendimentos após ingestão de bebidas alcoólicas, dois furtos e um homicídio voluntário qualificado.

Os delitos ocorreram nos municípios de Cazengo, com três casos, Lucala, com dois, e Ambaca, com um crime.

Leia também
  • 21/03/2018 14:35:43

    Unicef destaca programa de registo logo a nascença

    Uíge - O representante do Unicef em Angola, Abubakar Sultan, considerou hoje, quarta-feira, nesta cidade, que o programa " Nascer com registo", do Ministério da Justiça, é uma importante estratégia inovadora que visa salvaguardar o direito da criança obter um registo e uma identidade logo à nascença.

  • 21/03/2018 14:31:07

    Programa "Nascer com Registo" prevê atingir 180 postos informatizados

    Uíge - O programa "Nascer com Registo", do Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos, que prevê a interligação das maternidades e as unidades de saúde às Conservatórias de Registo Civil, por meio de um sistema informatizado, prevê atingir, até o próximo ano, 180 postos.

  • 21/03/2018 12:59:10

    Membros do IAJ visitam Angop

    Luanda - Membros do Instituto Angolano da Juventude (IAJ) visitaram hoje, quarta-feira, em Luanda, a Agência Angola Press (Angop) onde trataram assuntos de cooperação.

  • 21/03/2018 11:22:47

    Associação expande rede de combate contra as drogas

    Luena - A expansão e o engajamento de novos membros da sociedade na rede de combate contra as drogas no Moxico são entre outras as prioridades do novo secretário da ANLD (Associação local de Luta contra as drogas), Herman Miji, eleito hoje, quarta-feira, no Luena.